A tecnologia de radiofrequência que elimina a celulite

Em complemento da alimentação, da hidratação e da atividade física, existem tratamentos em instituto, como o EndyMed, que ajudam a prevenir a pele tipo casca de laranja.

Em média, na Europa, segundo vários estudos, cerca de 92% das mulheres têm celulite. Muitos especialistas garantem mesmo que a taxa é de 100%. «Todas as mulheres têm celulite, mesmo quando não se vê», referiu mesmo um dermatologista num congresso internacional recente. Para combater o problema, além dos cuidados a ter com a alimentação, com a ingestão de água e com o aumento da atividade física, existem tratamentos de instituto que podem ser uma boa ajuda, como o EndyMed.

Antes do tratamento começar é necessário haver uma consulta de nutrição, em que é feita uma avaliação médica e nutricional, e também a prescrição do número de sessões necessárias, atendendo ao estado da celulite da pessoa. Depois, tiram-se medidas e fotografias para que se possa posteriormente comparar o antes e o depois do tratamento. Após limpeza e desinfeção da zona a tratar, é colocado um gel condutor e a área é massajada com um dos manípulos do EndyMed.

Este aparelho baseia-se na tecnologia de radiofrequência com tecnologia 3Deep. Cada sessão dura entre 20 a 60 minutos, dependendo da zona a tratar. Os  resultados são visíveis, normalmente, a partir da terceira sessão. O preço varia consoante a clínica escolhida e/ou o profissional contratado. No entanto, os valores médios apontam para os 110 € por sessão. Na compra de um pack de quatro ou mais sessões, nalguns desses estabelecimentos tem ainda direito a um desconto suplementar.

artigo do parceiro:

Comentários