Alternativas naturais aos desodorizantes

O facto de serem naturais e de não conterem os químicos convencionais podem contribuir para a sua saúde. Descubra mais acerca destes produtos.

São muitas as opções de desodorizantes apresentadas nas prateleiras dos supermercados. Porém, praticamente todos estes artigos se tratam de desodorizantes convencionais que usam produtos químicos de forma a impedir a transpiração e consequentemente, a produção de bactérias e o mau odor.

Antes de mais é necessário esclarecer que o processo de transpiração é perfeitamente natural e serve como meio de o corpo expulsar toxinas e regular a temperatura geral do organismo. Desta forma, quando usamos desodorizantes antitranspirantes (a maioria à venda nas lojas habituais) estamos a contrariar e bloquear a expulsão de toxinas, que continuarão no nosso corpo.

Ingredientes como alumínio (aluminium), Parabenos (normalmente aparecem na composição com os prefixos methyl, ethyl, propyl, benzyl, butyl), Propileno Glicol, Ftalatos, Triclosan, álcool (que resseca a pele) e Sulfato de Sódio são alguns dos elementos que compõem os desodorizantes comuns e que se pensa que a longo prazo se revelam nocivos para a nossa saúde. Por isso, é sempre bom saber que existem alternativas naturais, tanto em lojas físicas, como online ou mesmo sob a forma de receitas caseiras.

Aquando a altura da compra, verifique sempre o rótulo do produto e a sua composição, de maneira a que seja possível verificar se existe algum dos ingredientes mencionados, por vezes acontece surgir a palavra natural, quando na verdade não o é.

Apesar de existirem inúmeras receitas online, que pode experimentar até encontrar aquela com que se dá melhor, para ajudar, entre os desodorizantes caseiros apresentamos duas receitas.

Bicarbonato de sódio - Misture uma colher de chá de bicarbonato de sódio com seis colheres de chá de amido de milho. Depois é só espalhar um pouco em cada axila.

Desodorizante com óleo de coco -  2 porções de óleo de coco; 1 porção de amido de milho (Tipo Maizena); 1 porção de bicarbonato de sódio (em pó fino). Aquecer ligeiramente o óleo de coco para que este fique liquido (a menos de 25ºC o óleo está sólido) e se possa misturar os outros dois ingredientes. Colocar numa embalagem, pronto a utilizar. No verão, para não ficar liquido, guardar no frigorífico e tirar algum tempo antes de usar. Nesta receita pode adicionar óleos essenciais com o seu aroma preferido.

Depois, existe sempre a opção de compra numa ervanária ou loja de produtos naturais. Deixamos-lhe imagens com algumas sugestões para hábitos mais saudáveis.

artigo do parceiro:

Comentários