Como organizar os materiais que as crianças trazem da escola

Desenhos, pinturas, trabalhos. Veja o que e como guardar as obras de arte das crianças.

OK. Os armários estão lotados com os trabalhos das crianças do ano letivo passado e agora, com o regresso às aulas, os filhos vão encher a casa novamente de desenhos, pinturas, esculturas em argila, colagens, reutilização de lixo.

 

Os pais precisam encontrar um local para guardar tudo isto e, o mais importante, valorizar cada forma nova de expressão plástica que a criança aprender. E ainda pode ser melhor: os filhos vão encher a casa também de itens mais abstratos e igualmente deliciosos de saber, como as músicas e letras de canções, as histórias dos livros (ou as que o professor contar).

 

Mas o que guardar e o que deitar fora? Claro que os pais adorariam manter tudo em casa, o difícil é encontrar espaço. Uma sugestão é montar, juntamente com a criança, uma espécie de portfólio. «Escolham um desenho do início e outro do final do ano, as primeiras atividades que aparecerem a escrita do nome, os desenhos de artes, como uso de muitas cores ou de uma cor preferida», diz Liliana Gomes, coordenadora pedagógica de um jardim-de-infância de Lisboa.

 

Separem também as primeiras produções escritas. Tentem imaginar o que fará sentido daqui a alguns anos. Outra opção é fotografar as atividades e armazená-las no computador, num disco externo, fazer um álbum de fotos virtual e até em DVD. Se tiverem tempo e puderem fazer esta pré-seleção das atividades das crianças em cada fim de mês, melhor ainda!

 

 

Maria João Pratt

artigo do parceiro:

Comentários