Prática regular de equitação ativa capacidades cognitivas das crianças

Um estudo publicado na revista médica "Frontiers in Public Health" demonstrou que a equitação pode potenciar a aprendizagem e cognição nas crianças.
créditos: Pixabay

A investigação conduzida por Mitsuaki Ohta, da Universidade de Agricultura de Tóquio, no Japão, demonstrou que as vibrações produzidas pelos cavalos durante a equitação faziam ativar o sistema nervoso simpático, conduzindo a uma melhor aprendizagem pelas crianças.

Os efeitos da equitação sobre a capacidade de aprendizagem foram avaliados através de testes simples, realizados antes e depois das crianças andarem a cavalo.

As reações comportamentais das crianças foram avaliadas através de testes denominados "Go-No-Go", que avaliam a tomada de decisão ou de autocontrolo.

Para testar o desempenho mental, os cientistas coloraram às crianças problemas de aritmética.

Os resultados dos testes de aritmética não demonstraram um efeito tão acentuado na resolução daqueles problemas.

No final do estudo, os cientistas concluíram que a prática de equitação pode melhorar as capacidades cognitivas, conduzindo a uma melhor memória, capacidade de aprendizagem e de resolução de problemas.

Conheça os 10 desportos mais completos e saudáveis

artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários