O maior desafio das escolas portuguesas prende-se com as rotinas das crianças

Apesar de 78.8% das escolas terem começado as aulas dentro da normalidade, um estudo realizado pelo GYMBOREE Play & Music em Portugal revela que o maior desafio dos estabelecimentos de ensino prende-se com a gestão dos hábitos das crianças que são diferentes na escola e em casa.

Apesar de 78.8% das escolas terem come

Um estudo realizado pelo GYMBOREE Play & Music em Portugal confirma que 78.8% das escolas nacionais considera que este ano letivo foi realizado dentro dos parâmetros definidos. No entanto, 48,5% dos estabelecimentos de ensino consultados indicaram que os seus principais desafios diários se prendem com a gestão dos hábitos que as crianças vivem na escola e que são distintos dos existentes em casa (trabalho em grupo, esperar a sua vez, respeitar o espaço do outro, partilhar a atenção...).

A existência de algumas dificuldades na obtenção da colaboração dos pais nas atividades propostas foi outro tema apontado por 39,4% das escolas, que gostariam de conseguir mobilizar mais encarregados de educação para as iniciativas e para os projetos ali realizados.

A par com estas dificuldades, 34,6% das escolas revelou ainda que outro grande desafio se prende com a pouca verba definida para a concretização de programas lúdicos e pedagógicos. No entanto, 77,3% das escolas consegue, ainda assim, realizar atividades extracurriculares que são, para 83,3% dos estabelecimentos auscultados, consideradas um dos grandes fatores de diferenciação e de contribuição para o desenvolvimento das crianças.

artigo do parceiro: Susana Krauss

Comentários