Mais de 3000 avós homenageiam mulher que lutou pela criação do Dia Nacional dos Avós

Ana Elisa Couto começou em 1986 a defender esta ideia

Cerca de 3000 avós vão participar, no dia 26 de julho, em Penafiel, na homenagem à mulher que durante vários anos lutou pela instituição do Dia Nacional dos Avós.
A iniciativa é organizada pela Câmara de Penafiel e vai contar com a presença do bispo do Porto, Manuel Clemente, que presidirá à celebração de uma missa campal no parque da cidade.
Segundo fonte da autarquia, os cerca de 3000 avós vão participar num piquenique e assistirão à cerimónia de inauguração de uma escultura evocativa da homenageada.
Ana Elisa Couto, natural de Penafiel, começou em 1986 a defender a ideia de criação de um Dia Nacional dos Avós, tendo escrito várias cartas a responsáveis políticos, incluindo os presidentes da República Mário Soares e Jorge Sampaio e os primeiros-ministros Cavaco Silva e António Guterres.
Os argumentos de Ana Elisa Couto foram reconhecidos em 2003 pela Assembleia da República, a qual aprovou uma resolução que criou o dia Nacional dos Avós, assinalado a 26 de julho.
Ana Elisa Couto, avó de seis netos, morreu em 2007, com 81 anos.
Lusa
19 de julho de 2011

Comentários