Mãe é processada por deixar filha com cancro faltar à escola

Criança britânica está há cinco anos a ser submetida a tratamentos contra um cancro do fígado

A mãe de uma menina de sete anos que luta contra um cancro foi processada no Reino Unido por não levar a filha à escola durante uma semana. A notícia está a ganhar espaço e a gerar indignação em meios de comunicação social de todo o mundo.

 

Kerry Capper decidiu deixar a filha em casa, sob sua supervisão, quando a menina acordou com dores de barriga. A filha, Libby, faltou durante uma semana à escola, em Birmingham, porque as dores se prolongaram durante cinco dias.

 

A criança foi diagnosticada com um tumor no fígado há cinco anos e ainda está a ser submetida a tratamentos.

 

As autoridades locais informam que Kerry está a ser processada porque a menina faltou às aulas sem que tenha sido apresentada qualquer justificação.

 

Segundo a escola, a mãe foi contactada para explicar o que estava a acontecer. Porém, não conseguiu atender a chamada e como está desempregada não tinha dinheiro no telemóvel para estabelecer a ligação de volta. A mãe ainda marcou uma reunião na escola, mas faltou à mesma porque se esqueceu do dia. 

 

A audiência de Kerry está marcada para o dia 5 de setembro.

 

Por SAPO Crescer

artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários