Governo prevê nova maternidade junto aos Hospitais de Coimbra

O ministro da Saúde, Paulo Macedo, afirmou esta terça-feira em Coimbra que a solução para a maternidade do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra poderá passar por uma construção de raiz no perímetro do hospital.

O ministro da Saúde, Paulo Macedo durante uma visita ao Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra onde inaugurou esta terça-feira o novo Laboratório Central (NUNO ANDRÉ FERREIRA/LUSA)

A criação do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) levou à fusão dos Hospitais da Universidade de Coimbra (onde estava inserida a Maternidade Daniel de Matos), do Centro Hospitalar de Coimbra (que integrava a Maternidade Bissaya Barreto, MBB) e do Centro Hospitalar Psiquiátrico de Coimbra.

Paulo Macedo considerou que as duas maternidades "não têm condições para subsistir isoladas", entendendo que "faz sentido é ter uma maternidade junto do hospital, que é o que os profissionais querem", integrando-se as duas existentes.

O ministro da Saúde sublinhou que há a decisão de "se criarem sinergias" e de se colocar as maternidades num edifício "junto do perímetro do hospital, que é onde faz sentido as maternidades estarem, quer pela criança, quer pela mulher".

A solução poderá "passar por uma construção de raiz", junto do hospital, informou, referindo que há outras alternativas, mas que a solução que o Governo está a equacionar "é no perímetro do hospital".

A possibilidade de integração das duas maternidades no Hospital Pediátrico foi estudada, "mas os estudos dizem que ficaria mais caro" ser nesse edifício, avançou.

"O que nós queremos é fazer uma análise muito rápida dos diferentes projetos, porque há diferentes hipóteses, nomeadamente em termos de local e do seu custo", existindo a "firme decisão de se fazer um investimento que vai melhorar muitíssimo as condições do profissionais e das mães", frisou.

Paulo Macedo falava aos jornalistas à margem de uma visita ao Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, onde inaugurou o novo Laboratório Central do CHUC.

Além destes dois milhões de euros de poupança, haverá ainda um aumento de receitas próprias em linha com as solicitações de outros hospitais.

Comentários