Cordão humano salvou família de afogamento nos Estados Unidos

Um cordão humano constituído por cerca de 80 pessoas conseguiu salvar uma família que estava a ser arrastada pelo mar, numa praia da Florida, nos Estados Unidos.
créditos: DR

Era para ser mais um dia normal de praia, mas quase acabou em tragédia. Seis membros de uma família e quatro banhistas foram puxados pelo mar numa praia de Panama City, no estado da Florida, no sábado.

As 10 pessoas estavam com dificuldades em sair da água e lutavam para se manterem à superfície. As autoridades já tinham sido alertadas e a caminho estava um barco de salvamento. Mas quando chegasse, poderia ser tarde demais.

Escreve o Washington Post que valeu a iniciativa de uma banhista que se encontrava no local: Jessica Simmons correu para as águas determinada e lembrou-se de fazer algo diferente. "Formem uma corrente humana", gritou para os banhistas que se encontravam na praia.

Começaram com cinco voluntários, depois 15, até formarem um cordão humano com quase 80 pessoas, que chegou à família em risco de afogamento. Toda a família saiu praticamente ilesa, à exceção da mãe de Roberta, que sofreu um ataque cardíaco, estando ainda em recuperação.

Num post do Facebook, a heroína do dia, Jessica Simmons, escreveu: "Ver pessoas de diferentes raças e géneros a agir para salvar perfeitos desconhecidos é absolutamente fantástico. Pessoas que não se conheciam de lado nenhum deram as mãos numa linha, dentro de água, para chegar aos que precisavam".

Veja ainda: Este ano volta a ser possível mergulhar na única praia no meio de Lisboa

artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários