Armas de fogo matam ou ferem quase 20 crianças por dia nos Estados Unidos

A conclusão é de um estudo do Governo dos Estados Unidos, com base em dados recolhidos entre 2002 e 2014, publicado na revista norte-americana Pediatrics.
créditos: Pixabay

Disparos de armas de fogo mataram ou provocaram ferimentos a pelo menos 19 crianças, diariamente entre 2002 e 2014, nos Estados Unidos, afetando sobretudo rapazes afro-americanos, de acordo com um estudo governamental. Os dados que foram analisados referem-se ao período entre 2002 e 2014. De acordo com os investigadores, a violência armada abriu uma "crise que afeta a saúde pública".

O relatório do Centers for Disease Control and Prevention (CDC, na sigla oficial), publicado hoje na revista norte-americana Pediatrics, estuda o envolvimento de crianças e adolescentes até aos 17 anos de idade com armas de fogo e analisa as certidões de óbito e relatórios de emergência médica. O documento concluiu que, no período estudado, registaram-se 1.300 mortes por ano e cerca de seis mil ferimentos provocados por armas de fogo em atos quase sempre intencionais. Assim, o relatório indica que morreram duas em cada 100 mil crianças, nos Estados Unidos, sendo que a proporção é o dobro no caso das crianças afro-americanas.

40% dos casos são acidentes

Por outro lado, todos os anos, oito em cada 100 mil crianças ficaram feridas ao serem atingidas por disparos. A maior parte das mortes em causa são homicídios e suicídios e os ferimentos ocorreram na sequência de assaltos à mão armada.

O número de suicídios com armas de fogo aumentou no período entre 2007 e 2014 (de 325 para 532). A taxa de suicídios aumentou 60 por cento no mesmo período sendo que um terço das crianças e jovens que se mataram com armas de fogo sofriam de depressão ou experiências "de crise" incluindo problemas na escola ou o rompimento de relações sentimentais. O estudo refere também que, no período entre 2007 e 2014, o número de homicídios diminuiu de 1.038 para 699, correspondendo a uma baixa de 36 por cento.

Comentários