5 factos sobre a chucha que precisa de saber

Muito se diz acerca do uso da chucha. Pesquisas e estudos recentes vêm colocar um ponto final em alguns mitos e confirmar factos

1. Chuchas podem reduzir o risco de morte súbita
Verdadeiro. Estudos demonstram que existe um risco menor de morte súbita em bebés que usam chucha. O movimento sistemático da boca e o sugar coloca o bebé num estado mais desperto do sono, por isso existe uma menor possibilidade do bebé deixar de respirar. Além disso, a chucha também permite que o canal respiratório se mantenha aberto. A Academia de Pediatria Americana recomenda que os pais ofereçam uma chucha ao bebé quando ele vai dormir. No entanto, se o bebé não gosta de chucha não é preciso obrigá-lo. Se o seu bebé adormece com a chucha na boca mas depois a deixa cair, também não há necessidade de estar sempre a colocá-la de volta.

2. Recém-nascidos que amamentam nunca devem usar uma chucha
Falso. A ameaça do bebé ficar confuso com o uso do mamilo e da chucha na hora de amamentar, fez com que a Academia de Pediatria Americana recomendasse o uso da chucha apenas um mês após o nascimento, altura em que o processo da amamentação já está completamente estabelecido. No entanto, esta medida tem vindo a ser questionada visto que está provado que o uso da chucha diminui o risco de morte súbita. Especialistas recomendam o uso da chucha no recém-nascido desde que este esteja a ganhar peso e a ter uma alimentação correta.

3. Chuchas causam problemas nos dentes
Falso. Para a maioria dos bebés, não há nenhum problema em usar a chucha nos dois primeiros anos. A boca de uma criança é tão maleável que qualquer alteração que ocorra antes dos 3 anos, irá ser corrigida por ela própria. No entanto, se a criança continuar a usar a chucha após esta idade poderá ter problemas no alinhamento dos dentes. Especialistas dizem, no entanto, que não é a idade em que a criança deixa a chucha que realmente importa, mas sim a vigorosidade da sucção. Crianças que fazem uma sucção mais leve, colocam menos pressão nos dentes da frente e podem usar a chucha mais tempo, mesmo depois dos 3 anos.  Por outro lado, os bebés que fazem uma sucção mais energetica podem ter problemas nos dentes a partir dos 18 meses.

4. O uso da chucha pode aumentar o risco de infeções nos ouvidos
Verdadeiro. Bebés mais velhos que usaram de forma regular a chucha têm três vezes mais infeções nos ouvidos do que aqueles que deixaram de usar chucha aos 6 meses, de acordo com um estudo publicado na revista Pediatrics. Médicos consideram que a sucção altera a pressão dos ouvidos. No entanto, as conclusões nao são ainda definitivas acerca deste tema. Atualmente, os médicos recomendam que se a criança já tem  problemas de garganta e ouvidos frequentemente, então é melhor reduzir o uso da chucha.

5. Deve lavar a chucha frequentemente
Verdadeiro. Todos sabemos que as chuchas podem ser uma fonte de bactérias. Estudos recentes encontraram, em chuchas analisadas ao microscópio, bactérias e fungos semelhantes à E coli. Especialistas recomendam que as chuchas devem ser lavadas na máquina de lavar ou lavadas à mão com água quente e sabonete. E sempre que caem ao chão devem ser lavadas. As chuchas devem ser transportadas dentro de um saco branco transparente e substituídas com regularidade.

artigo do parceiro: Susana Krauss

Comentários