Sónia Brazão em tribunal

Julgamento do caso da explosão em Algés adiado para outubro.

O julgamento de Sónia Brazão, acusada de ter provocado a explosão do seu apartamento em Algés, foi adiado para 1 de outubro.

A primeira audiência estava marcada para a próxima terça-feira, mas o Tribunal de Oeiras decidiu dar mais tempo às partes envolvidas para que os pedidos de indemnização de vários vizinhos da atriz possam ser devidamente analisados.

Na sequência da explosão, em 3 de junho de 2011, duas pessoas ficaram feridas e dezenas de casas e carros sofreram danos mais ou menos ligeiros.

Segundo revelou o advogado de Sónia Brazão, há cinco vizinhos que pedem indemnizações significativas, mas há muitos outros que exigem pequenas quantias – alguns apenas 100 euros – por danos menores.

A atriz contestou esses pedidos e a companhia de seguros “Império Bonança” também foi ao processo pedir esclarecimentos sobre a explosão, o que levou o Tribunal a adiar o julgamento.

Sónia Brazão está acusada da prática “de um crime de libertação de gases asfixiantes e de explosão”, resultante de conduta negligente, punível até cinco anos de prisão.

Comentários