Sara Sampaio

Entrevista com Sara Sampaio Ganhou o Globo de Ouro de Melhor Modelo Feminino, protagoniza campanhas internacionais, vive em Paris para se realizar no mundo da moda e até interrompeu o curso de Matemática Aplicada para se dedicar a tempo inteiro ao seu sonho: desfilar para os maiores criadores internacionais e continuar a ser capa das principais revistas de moda. Nesta entrevista Sara Sampaio fala de sonhos, fascínios e até dos homens portugueses...

Acaba de Ganhar o Globo de Ouro de Melhor Manequim. Ficou muito orgulhosa?
Fiquei muito contente pelo facto de terem reconhecido o meu trabalho ao longo do ano, não estava à espera de ganhar, foi uma ótima surpresa. Ganhou o Concurso Cabelos Pantene aos 16 anos. Este evento mudou a sua vida?
Sim, pelo simples facto que tive a oportunidade de gravar um anúncio a nível nacional e por ter sido aí que a minha carreira como manequim começou. Quem a incentivou a participar?
Fui eu própria que me inscrevi. Depois de vencer o concurso Cabelos Pantene fotografou para a Vogue, Glamour, Elle. Foi surpreendida pela catadupa de oportunidades?
Não foi logo depois, eu ainda estava no secundário e fazia apenas certos trabalhos, mas quando estas oportunidades começaram a aparecer fiquei e ainda fico surpreendida, porque custa a acreditar que isto me esteja a acontecer. O trabalho de manequim vai impedi-la de continuar a estudar? Qual é o seu curso?
Estava na universidade de Lisboa a estudar Matemática Aplicada, no entanto, apercebi-me que se quiser viajar e aproveitar este trabalho como manequim é agora. Tenho pena de não conseguir conciliar as duas atividades, mas há que tomar decisões e acredito que o ter interrompido os estudos neste momento foi uma boa decisão. É verdade que toca violino? Ainda consegue ter tempo para tocar?
Sim toco, andei numa escola de violino durante vários anos, infelizmente não tenho muito tempo para tocar, nem o trouxe comigo para Paris, visto viver com mais raparigas e é preciso respeitar o espaço de todas. Acho que alguém a tocar um instrumento se tornaria um pouco incómodo. Escolheu Paris para morar para se realizar no mundo da Moda. Quais são os seus sonhos profissionais?
Tenho vários sonhos, gostava muito de participar no desfile anual da Victoria Secret, gostava de desfilar para a Chanel, Dolce and Gabbana, Versace, Gucci, entre outros, e, claro, adorava fotografar para a "Vogue Paris" e para a "Número". E pessoais?
Quero ter sucesso profissional, e claro sonho em casar e construir uma família, mas, neste momento, dedico todos os meus sonhos à moda, porque é isso que me faz feliz. Também foi uma das nomeadas na Categoria de Melhor Manequim para os Fashion TV Awards. Afinal, a sua altura, 1,72 m, não constitui qualquer óbice ao seu sucesso profissional?
Torna as coisas mais difíceis, no entanto, nada é impossível, e se tivermos o talento e a vontade necessária nada nos impede de realizar os nossos sonhos. O que aprecia mais em si?
A minha força de vontade. Atualmente é a imagem da Lanidor, marca que há muito não era representada por uma portuguesa. É mais um motivo de orgulho?
É um enorme orgulho. Estou mais do que feliz por ter sido escolhida pela Lanidor para ser a imagem da marca, porque é uma marca fantástica, tem roupas muito bonitas e confortáveis e como portuguesa ainda me dá mais prazer estar a representar uma marca 100% nacional. Também foi um dos anjos da nova campanha mundial da AXE Excite, cujas gravações decorreram na Croácia. Foi uma boa experiência?
Foi ótima. Estivemos cerca de uma semana na Croácia a gravar, embora tivéssemos apanhado algum mau tempo, as gravações foram super divertidas e descontraídas. A equipa toda, inclusive as outra raparigas e o rapaz, são extraordinários e foi como ter umas pequenas férias entre amigos. O que é mais fascinante no seu trabalho?
O facto de poder viajar para lugares onde nunca imaginaria ter a oportunidade de ir, diria que é a parte mais incrível de ser manequim... Apesar de passar a vida a viajar, quando tem férias refugia-se em Portugal, ou prefere continuar a descobrir o mundo?
Depende da altura do ano. Há alturas em que preciso de ir para um sítio longe de tudo e de todos, e outras alturas em que só quero ficar no Porto com a minha família. Quais são os seus destinos de eleição?
Locais quentes e tropicais. Para si, qual é a melhor cidade do mundo para viver?
Cada cidade tem o seu encanto e nenhuma é perfeita. Para mim a cidade perfeita teria a beleza de Paris, a vida de Londres e as oportunidades de Nova Iorque. Os portugueses são bonitos?
Alguns sim, outros não... mas, no geral, acho que os nossos homens são bastante charmosos. O que é que um homem tem de ter para a surpreender?
Tem que ser compatível comigo, cada homem é diferente, cada homem age de maneira diferente. Acho que o sétimo sentido das mulheres sabe quando ele é o certo. Tem cuidados com o corpo? Vai ao ginásio?
Tenho. Faço exercício regularmente e tento ter uma alimentação o mais correta possível, o que é complicado quando se passa a vida a viajar. Quem é o seu estilista preferido?
Tenho tantos, Lanvin, Balmain, Dolce and Gabbana, Gucci, Versace, a lista nunca mais acabaria... Que peça de vestuário tem em maior número no seu roupeiro?
Tops pretos. Como costuma ocupar os seus tempos livres?
Vou ao cinema, leio livros, vou ao parque ou fico no computador. Um livro inesquecível?
"Para a Minha Irmã", da Jodi Picoult. O filme não presta, mas o livro é lindo. O filme mais marcante?
"Sete Dias e uma Vida", com a Angelina Jolie. Um restaurante irresistível?
Desde que seja pizzaria são todos irresistíveis. Uma paisagem de cortar a respiração?
A viagem de avião entre Milão e Paris, a vista das nuvens a misturarem-se com as montanhas é, sem dúvida, a paisagem mais bonita que alguma vez vi. A felicidade é o quê?
Aceitar que a vida não é perfeita.

artigo do parceiro: Top Fama

Comentários