Santana Lopes in love

Sim, o namoro entre Santana Lopes e Célia Gomes da Silva é mesmo "a sério" – garantem fontes muito próximas do ex-primeiro-ministro.

Os

cinco filhos de Pedro Santana Lopes estão radiantes com a nova namorada

do pai. Depois de um período inicial em que a relação parecia não

passar de “mais uma” na longa carreira sentimental do solteirão mais

famoso do país, a solidez do namoro impôs-se naturalmente. Hoje, os

familiares de Pedro e Célia não escondem a sua felicidade por verem que

o antigo primeiro-ministro “assentou” e tem, finalmente, uma “relação

estável” com uma “rapariga serena e encantadora”.

Amigos próximos de Santana Lopes confirmam: “Este namoro é mesmo a sério” – assegurou ao SapoFama

uma fonte privilegiada. “Há muito, muito tempo tempo que não víamos o

Pedro tão calmo e feliz na sua vida privada. É natural: passados os 50

anos, é hoje um homem emocionalmente mais maduro e seguro de si, e para

isso muito contribuem as características da Célia, que não é pessoa

para andar à procura das luzes da ribalta”.

O namoro dura há ano e meio, mas só desde o último Natal o casal tem

vindo a visitar os familiares de ambos. As famílias conhecem-se há

muito e “não precisavam de qualquer apresentação formal”, salienta a

nossa fonte. “Em todo o caso, estes contactos têm ajudado a dar solidez

à relação e a dissipar qualquer dúvida que pudesse subsistir”. Os mais

felizes são os filhos de Pedro, que agora têm na “tia Célia” uma amiga

segura e “de grande senso prático”. Outros familiares consideram-na

também “muito simpática”, “gira” e “natural”, com “uns olhos verdes

lindíssimos” e um feitio “franco e descontraído”.

Célia Gomes da Silva (40 anos) e Pedro Santana Lopes (51) apareceram

juntos em público, pela primeira vez, na gala de apresentação do Rock

in Rio-Lisboa 2008, que há dias se realizou no Convento do Beato. Mas

os amigos de ambos asseguram que “estas aparições não vão ser

frequentes”: Célia evita o mais possível os holofotes”.

O casal faz “uma vida em comum perfeitamente normal”, embora no “estilo

prático” que caracteriza as relações modernas. Ficam muitas vezes em

casa de Pedro, no chic

bairro da Lapa, em Lisboa, mas por vezes “refugiam-se” na residência de

Célia, na Avenida de Roma, onde se sentem mais resguardados da

curiosidade dos paparazzi. Desde que assumiu a presidência do

Grupo Parlamentar do PSD, Santana Lopes tem uma vida “mais pública”,

mas Célia não abdica da sua privacidade: mantém a sua rotina como

gestora de agentes na Vodafone-Empresas, no Parque das Nações, e “não

permite que a sua vida pessoal e a sua carreira se misturem”.

Pedro e Célia sempre frequentaram os mesmos círculos. Desde a

adolescência têm amigos comuns, quase todos oriundos ou residentes na

zona da Avenida de Roma, em Lisboa. Ao longo dos anos, estas ligações

de proximidade reforçaram-se: Pedro Santana Lopes esteve casado com

Teresa Arriaga, filha do (entretanto falecido) general Kaúlza de

Arriaga, enquanto Célia namorava um irmão de Teresa.

Célia foi, durante anos, a melhor amiga de Teresa. Viviam bem perto uma

da outra: Célia na Avenida de Roma, Teresa na Avenida João XXI. E ambas

eram “unha com carne” com Cinha Jardim, cujas ligações aos Kaúlza

datavam já do tempo colonial em Moçambique. Recorde-se que o pai de

Cinha, Jorge Jardim, era o líder da “comunidade branca” da então

colónia portuguesa quando o general Kaúlza de Arriaga ali desempenhou o

cargo de comandante-chefe das forças militares.

Embora se conhecessem desde os tempos da juventude, Célia e Pedro só

sentiram “o clic” no Verão do ano passado, quando ambos passavam férias

no Algarve. “Foi um sentimento que cresceu gradualmente, naturalmente”,

refere a nossa fonte. “Já se conheciam bem como amigos, mas a

proximidade acabou por despertar neles uma chama diferente”. O estatuto

público de Santana Lopes aconselhou, desde o início da relação, algumas

cautelas. «Estou em exposição permanente desde os 23 anos»,

costuma dizer o actual líder parlamentar social-democrata, que já foi

secretário de Estado, ministro, presidente do Sporting, presidente de

duas câmaras municipais e primeiro-ministro (embora neste último cargo

tenha permanecido apenas escassos meses, entre Julho de 2004 e Março de

2005). 

Pedro Miguel de Santana Lopes nasceu em Lisboa em 29 de Julho de 1956.

Do seu primeiro casamento, com Isabel Martins (que conheceu, ainda

estudante, na Faculdade de Direito), nasceu o filho mais velho do líder

parlamentar do PSD, Gonçalo. Do segundo casamento, com Teresa Kaúlza de

Arriaga, nasceram Duarte e José Maria. Do terceiro (com Tita Bagulho),

os gémeos Diogo e Carolina.

Do seu longo e badalado namoro com Cinha Jardim não há filhos. A

relação entre ambos mantém-se cordial, embora distanciada. “Mantemos

uma boa relação e isso é um motivo de orgulho e felicidade. Quando

ficam más relações deve ser horrível. Da minha parte nunca houve, não

há, nem haverá” – assegura Pedro Santana Lopes.

artigo do parceiro: Top Fama

Comentários