Paris Jackson tentou suicidar-se

Filha de Michael Jackson cortou os pulsos e encharcou-se em comprimidos, mas foi salva a tempo.

Paris Jackson, filha do falecido cantor Michael Jackson, está a reagir bem aos tratamentos médicos depois de ter tentado matar-se, esta quarta-feira, em Los Angeles.

A jovem de 15 anos trancou-se no quarto depois de uma discussão com a família, cortou os pulsos com uma faca de cozinha e tomou duas dezenas de comprimidos ibuprofen.

Fontes bem informadas citadas pela revista “People” referem que Paris estava a atravessar “uma fase de grande depressão”, com ataques de raiva e de choro e cenas de automutilação.

Os mesmos informadores adiantam que a jovem se sente “muito sozinha” e que nunca conseguiu superar a morte do pai, Michael Jackson, falecido faz agora quatro anos.

A gota de água para a tentativa de suicídio teria sido o facto de Paris ter sido proibida de ir a um concerto de Marilyn Manson, que atuou na passada terça-feira na zona de residência da família Jackson.

Paris é fruto do casamento de Michael Jackson com Debbie Rowe, mas não vive com a mãe. Tal como os irmãos, por decisão da justiça norte-americana, está à guarda da avó, Katherine, e de T. J. Jackson, sobrinho do cantor falecido em 25 de junho de 2009.

Esta manhã, a advogada de Katherine Jackson, Sandra Ribera, disse à imprensa que Paris já “está estabilizada e fisicamente bem” e continuará no hospital até à recuperação completa.

Comentários