Mulher de Johnny Depp no banco dos réus

A atriz Amber Heard vai ser julgada na Austrália, por causa dos cachorros introduzidos ilegalmente no país.

Johnny Depp e Amber Heard

O caso dos cães que Johnny Depp e a sua mulher, Amber Heard, levaram ilegalmente para a Austrália sobrou para a atriz…

Segundo informação divulgada hoje pelo ministro australiano da Agricultura, Amber Heard vai ter de responder num tribunal do estado de Queensland, em setembro próximo, “por violação da lei de quarentena”, crime punível com penas que podem ir de uma multa mínima de 73 mil dólares até dez anos de cadeia.

Nos termos da acusação, Johnny Depp e a sua mulher (pelos vistos, a responsável terá sido ela…) esconderam das autoridades os seus dois Yorkshire terriers – Pistol e Boo – quando, em maio último, desembarcaram de um avião privado na Austrália, onde o ator estava a filmar o quinto “Piratas das Caraíbas”.

Dias depois, as autoridades descobriram os cachorros num “salão de beleza” e obrigaram os donos a fazê-los regressar aos Estados Unidos.

Para evitar a propagação de doenças, os australianos são muito rígidos com a entrada de animais no seu território e, no caso dos cães Pistol e Boo, chegaram a ameaçar mandar abatê-los, se os simpáticos patudos não voltassem imediatamente para a sua terra.

“Quem vem a nossa casa tem de cumprir as regras de segurança”, repetiu o ministro da Agricultura do governo central esta quinta-feira. “Se uma doença se propagasse aos cães selvagens, que são muito numerosos, os efeitos seriam devastadores”, sublinhou.

Johnny Depp tem-se mantido em silêncio sobre o incidente, mas Amber Heard já expressou a sua irritação. “Perante o comportamento de certas autoridades políticas, a partir de agora vamos evitar vir até à Austrália o mais possível…”, disse ela, recentemente, à rede de televisão Channel Seven.

artigo do parceiro: Top Fama

Comentários