Judite de Sousa está-se nas tintas para as críticas

A diretora-adjunta de informação da TVI desmente situação de mau ambiente na redação do canal.

Acusada de andar a criar mau ambiente na redação da TVI, Judite de Sousa, diretora-adjunta de informação do canal, desmente qualquer mal-estar e garante que os bons resultados nas audiências falam por si.

“Existe uma atmosfera profissional ótima, as pessoas estão a dar o melhor de si e só assim se explicam os resultados que estamos a conseguir, que não são meus ou do José Alberto Carvalho (diretor de informação), mas são de todos”, declarou a conhecida jornalista.

Judite de Sousa não se deixa afetar pelas críticas e afirma que se sente apoiada pelos seus pares: “As críticas são-me absolutamente indiferentes. Sou uma pessoa com 34 anos de carreira, já vivi muita coisa, já conheci muitas situações adversas, e nada nem ninguém me fazem afastar do meu caminho (…) Não me sinto julgada como diretora no meu local de trabalho. Sinto-me muito apoiada pelos jornalistas, porque é com eles que eu conto para todos os dias colocar em antena telejornais que são líderes de audiência.”

Ainda assim, a pivô não nega que haja quem se sinta descontente na redação da TVI: “Há pessoas que estão mais infelizes e descontentes, mas hoje em dia é assim. Não há consensos, não se pode agradar a toda a gente e não se pode ter toda a gente feliz. Temos de viver bem com isso e perceber que as empresas são como as nossas vidas, todos temos o nosso lugar, o nosso espaço e funções a cumprir”, sublinhou.

“Não vou nunca, em circunstância alguma, deixar de fazer o meu trabalho em função de estados de alma seja de quem for”, concluiu Judite, que falava a um grupo de jornalistas à margem da gala de atribuição dos “Troféus de Televisão TV7 Dias”, no Casino Estoril.

A polémica estalou em fevereiro quando Judite de Sousa foi apupada por alguns dos seus subordinados em plena gala de aniversário dos 20 anos da TVI. Dias depois, a jornalista Ana Leal viria a acusar a diretora-adjunta de ter censurado uma reportagem sobre o Departamento Central de Investigação e Ação Penal, chegando mesmo a fazer uma queixa formal ao conselho de redação.

Desde então, conforme refere o “Diário de Notícias”, Ana Leal está suspensa e impedida de entrar na TVI enquanto decorre o processo de inquérito.

Comentários