Guerra no concurso Miss Universo

Concorrentes do Líbano e de Israel andam às turras em Miami.

A selfie da polémica, com Miss Israel à esquerda e Miss Líbano logo a seguir

A guerra que libaneses e israelitas vêm pontualmente travando nas suas fronteiras alastrou-se a Miami, onde beldades de 88 países se preparam para a final do concurso Miss Universo, já no próximo dia 25.

Tudo por causa de uma selfie em que as candidatas do Líbano, Saly Grage, e de Israel, Doron Matalon, aparecem juntas – um “escândalo” inaceitável para os árabes mais radicais, que estão a pedir a cabeça da sua representante.

Fortemente acossada, Miss Líbano já veio pedir desculpa aos seus compatriotas, sublinhando que foi vítima de uma “armadilha” por parte da colega de Israel, que teria tirado e publicado a selfie nas redes sociais sem a sua autorização.

Escreveu Saly Grage no Facebook, em sua defesa: “Desde o primeiro dia da minha chegada a Miami sempre fui muito cautelosa para evitar aparecer em qualquer foto ou ato de comunicação com Miss Israel (que tentou por várias vezes tirar uma fotografia comigo…). Ora, eu estava a tirar uma foto com Miss Japão e Miss Eslovénia quando, inesperadamente, Miss Israel entrou em cena, fez uma selfie e publicou-a nas redes sociais. Foi isto o que aconteceu e espero ter o vosso apoio total no concurso Miss Universo”.

Miss Israel, Doron Matalon, contra-atacou de imediato, com um simples comentário: “A versão de Miss Líbano não me surpreende, mas causa-me tristeza. Gostaria que deixasse a hostilidade fora de jogo…”

artigo do parceiro: Top Fama

Comentários