Carrilho quer custódia dos filhos

Ex-marido de Bárbara Guimarães vai pedir para ficar com as crianças.

A guerra entre Manuel Maria Carrilho e Bárbara Guimarães promete avançar para uma fase mais dura, agora com o antigo ministro da Cultura dos governos Guterres a reclamar a guarda dos dois filhos do ex-casal, que vivem em casa da apresentadora da SIC.

Carrilho confirmou tal intenção à revista “Vidas” do passado domingo e, segundo fontes que lhe são próximas, está prestes a entregar em tribunal um pedido de revisão do poder paternal.

Neste momento, os pequenos Dinis e Carlota, de 10 e 3 anos, respetivamente, vivem com a mãe e, nos termos do acordo de divórcio, o pai só tem direito a um fim de semana com eles de 15 em 15 dias, bem como a um jantar semanal.

Há cerca de duas semanas, Carrilho apresentou uma queixa contra Bárbara por “abandono dos filhos” e “violência doméstica”, na sequência de um telefonema de Dinis, que terá ficado em pânico quando, ao acordar a meio da noite, descobriu que a mãe não estava em casa.

Antes disso, já Bárbara tinha processado Carrilho por “violência doméstica” – acusação que o Ministério Público subscreveu e que deverá ser julgada dentro em breve.

Comentários