Que bem que se está no terraço!

O verão está mesmo a terminar, mas ainda nos esperam dias de bom tempo para aproveitar ao máximo os espaços exteriores. E transformar a varanda, o terraço ou o jardim não é, necessariamente, sinónimo de grandes obras. A primeira questão é por onde devemos começar?

A resposta é simples, devemos começar pelo pavimento. Para que o espaço fique mais confortável podemos apostar num deck em madeira. Se pretender dar um ar mais ZEN, mais oriental, deixe um espaço entre o deck e as paredes e coloque seixos a preencher esses mesmos espaços.

Depois do pavimento, devemos tratar das paredes, e claro está, há que começar pela cor. Podemos deixar o espaço totalmente em branco para lhe dar um toque mais “clean”, ou apostar numa parede pintada de cinzento-escuro que lhe dá um toque mais sofisticado e formal. Se preferir um espírito mais descontraído e fresco aposte num amarelo, um laranja ou um azul elétrico. Se pretender pintar as paredes e já tiver o pavimento colocado, não se esqueça de proteger o chão dos pingos de tinta. Depois das paredes pintadas, há que pensar na decoração das mesmas.

Cada vez mais, a comida saudável é uma necessidade, portanto, uma horta vertical com todas aquelas ervas aromáticas que são essenciais para a culinária ou, porque não, para aquele gin ao final da tarde, é uma boa solução para as paredes do nosso terraço, jardim ou varanda.

Que bem que se está no terraço!
créditos: Leroy Merlin

Defina alguns recantos ou paredes para misturar vasos de várias dimensões e plantas. Tenha atenção ao tipo de plantas que coloca em cada espaço. Em zonas com mais luz direta, deve colocar plantas mais resistentes e que gostem de luz, em zonas com menos luz natural há que colocar plantas mais sensíveis e que não necessitem de tanta luz direta. Para quem se esquece regularmente de regar as plantas, existem vasos que só necessitam de água, em média, uma vez de quinze em quinze dias, porque têm um depósito de água onde a planta vai buscar a água quando necessita. Uma excelente solução!

Que bem que se está no terraço!
créditos: Leroy Merlin

Claro está, que depois de quase tudo estar preparado, há que escolher um bom chapéu ou uma pérgula para nos proteger do sol, nos dias em que o tempo ainda aquece. O mobiliário de exterior deve ser confortável e com uma linguagem similar à do interior da casa. Assim, tem um espaço especial que lhe vai permitir desfrutar do final do verão no seu pleno, junto da sua família e amigos, com muita diversão à mistura.

Que bem que se está no terraço!
créditos: Leroy Merlin

As nossas dicas não dispensam a opinião de um assessor especializado Leroy Merlin, que o pode acompanhar do início ao fim do seu projeto, para que tudo corra dentro do planeado. Vamos a isso?

Comentários