Feng Shui e o cabelo

O cabelo deve ter brilho e cor vigorosos, e não deve tapar nem a testa nem as maçãs do rosto

Os monges taoistas estudaram aprofundadamente a fisionomia humana, chegando à conclusão que os traços físicos correspondem a determinados dons com que cada um de nós nasce e que influenciam a forma como construímos o nosso destino. Cada ser humano capta as energias do Universo através das células que o constituem de forma pessoal e única, e por essa razão cada pessoa possui uma linguagem corporal própria.

Desta vez vou falar-lhe do cabelo, que funciona como a “moldura do rosto” e tem uma grande influência sobre o nosso aspecto físico e consequentemente sobre a impressão que causamos nas outras pessoas, nomeadamente numa entrevista de emprego ou numa reunião importante de negócios, por exemplo, sendo muito importante para o Feng Shui.
O cabelo deve ter brilho e cor vigorosos, e não deve tapar nem a testa nem as maçãs do rosto. As mulheres que usam o cabelo para cobrir certas partes do rosto têm uma personalidade doce e afável, mas algum medo interior que procuram esconder, ou uma personalidade que prima pela originalidade.
Um cabelo forte auspicia bom Feng Shui e capacidades para lutar contra os obstáculos e obter o sucesso. Se for um homem, terá uma vida amorosa muito intensa e agitada. Um homem que tenha um corpo maciço mas cabelo fino poderá ter de enfrentar mais obstáculos, devendo ser muito perseverante e acreditar mais em si próprio.
O risco ao lado num penteado simboliza romantismo, enquanto que o risco ao meio indica que essa pessoa tem uma grande rectidão de princípios e muita honestidade.
Curiosidade
O Feng Shui interpreta o nosso rosto considerando que a parte que vai da testa às sobrancelhas representa o céu, que das sobrancelhas ao nariz se encontra o que define o Homem em si, e que a parte do nariz até ao queixo está associada à terra. Assim, cada tipo de rosto diferente integra as energias associadas ao céu, ao homem e à terra também de maneiras distintas. 

telefone: 21 318 25 91

O que procura?

Comentários