Sobre alguns princípios que regem nosso Universo

Existem alguns princípios que regem o nosso Universo, e, quando aprendidos e assimilados podem nos auxiliar muito no nosso processo de crescimento mudança

O Dalai Lama nos diz que nosso estado mental é o fator primordial para alcançarmos a felicidade, conquanto que nossas necessidades básicas já tenham sido atendidas, tais como moradia, alimentação e vestimentas. A mente, segundo ele, é o equipamento básico para se alcançar a felicidade. Há também algumas pesquisas que dizem que nosso organismo carrega e é responsável por 50% da felicidade que sentimos, 10% depende do meio em que nos desenvolvemos e os outros 40% dependem da nossa capacidade de superação e força de vontade. Como podemos perceber, por mais terrível que tenha sido nossa vida até então, cabe a nós começarmos desde já a construção de nossa felicidade. Nosso cérebro é plástico, moldável através de nosso empenho, em transformar padrões estabelecidos. Lembrando sempre que esses padrões fomos nós quem criamos.

Um dos mestres e sábios que passou por nosso planeta foi Hermes Trismegisto. Foi o fundador da escola de pensamento hermetista onde formou alquimistas, astrólogos e psicólogos. Dentre os muitos segmentos de conhecimento secreto que possuíam os hermetistas, estava a magia da Transmutação Mental. Transmutação significa mudança, a arte de transformar algo em outra forma ou substância, transformação. Nos princípios herméticos falamos em Mente Universal, que é o mesmo que Inteligência Universal ou Alma Universal.

Segundo Hermes, existem alguns princípios que regem nosso Universo, e, quando aprendidos e assimilados podem nos auxiliar muito em nosso processo de crescimento mudança. Apresento hoje um deles e a cada semana conseqüente apresentarei mais um deles.

O princípio do mentalismo

"O TODO é mente; o Universo é mental".

- O Caibalion -

Este princípio nos explica que o Universo é todo mental, ou seja, que todos os fenômenos da vida, incluindo a matéria e o espírito são Criações da Mente de Deus. Sendo assim podemos concluir que também fazemos parte dessa Criação, em cuja Mente vivemos, nos movimentamos e construímos nossas vidas. Compreendendo essa Lei, podemos aplicá-la para a construção de uma vida mais plena e equilibrada, ou seja, podemos começar a construir um caminho de paz. Essa Chave se encontra dentro de nós e com ela podemos abrir portas nunca antes descobertas, entrar em um novo reino psíquico, mental e emocional de forma inteligente e consciente. Como diz "O Caibalion" livro de grande sabedoria de Hermes Trismegisto, "... este princípio explica a verdadeira natureza da Força, da Energia e da Matéria, como e por que todas elas são subordinadas ao Domínio da Mente".

Encontrar essa chave não é tarefa simples, mas se não a encontramos, o domínio e conseqüentemente a transformação profunda não se torna possível. Como disse anteriormente, devemos refletir profundamente sobre este princípio e pensarmos em Deus como uma grande Inteligência Universal. Agindo assim perceberemos que a Mente Divina se manifesta em todas as coisas, ou seja, que Deus está em todas as coisas e que Ele em Sua Supremacia é de fato Onipresente. A consciência se expande conforme adquirimos conhecimento e mais ainda quando conseguimos transformar esse conhecimento em sabedoria, ou seja, quando conseguimos olhar para nossas vidas de uma forma mais construtiva, feliz e repleta de fé.

À mente, Deus deu a qualidade da transmutação, e com essa capacidade podemos nos tornar verdadeiros magos quando exercemos o domínio sobre ela. Devemos nos esforçar para que, através da alquimia da mente, consigamos transformar efetivamente nossas vidas em todos os planos. Nossa responsabilidade se multiplica quando temos consciência de nossas escolhas. Quando escolhemos conscientemente os caminhos do conhecimento e estudo mais aprofundados nossa responsabilidade aumenta infinitamente e todos devem ser advertidos da importância dessa escolha. A Grande Lei, a da ação e reação não perdoa nenhum passo dado em falso, consciente ou inconscientemente. Portanto, volto a dizer que os valores éticos, deverão ser os principais companheiros do estudante durante todo o seu caminhar. A cada passo dado deve haver profunda reflexão, pois seus objetivos e meios devem estar de acordo com a Vontade de Deus.

Texto: Eunice Ferrari

eunice.ferrari@sapo.pt

www.facebook.com/euniceferrariastrologia

artigo do parceiro: Susana Krauss

O que procura?

Comentários