Como quebrar padrões?

Padrões são atitudes ou comportamentos que temos e que repetimos sem pensar.

São energias arrumadas em nós pelo tempo de acordo com cultura, religião, educação, que nos condicionam a repetir certas reacções inconscientemente. O facto de serem inconscientes é precisamente o que nos prende aos mesmos e que nos faz repetir e arrastar padrões que se bem vistos à luz do dia e da consciência, já não fazem sentido, são até obsoletos e na maior parte das vezes, precisamente o que nos está a causar as perdas.

Não é difícil reconhecer padrões de comportamento nas várias gerações da família, principalmente dentro do mesmo sexo.

Por exemplo; a submissão das mulheres perante o homem "machista", seja ele marido, chefe, colega assim como também encontramos mulheres que têm tendência a dominar e que atraem homens mais passivos, sensíveis e submissos.

“Cegos, surdos e mudos” durante a nossa infância e crescimento, absorvemos o que vemos e o que sentimos quase sem escolha, acreditado simplesmente que é assim que o mundo funciona.

Acabamos assim por ser arrastados para a vivência e repetição dessas mesmas energias e comportamentos, repetindo cegamente o que nos é familiar e onde só a dor e o sofrimento nos irão ajudar a questionar as nossas vidas.

E se há padrões que são facilmente identificáveis, outros são extremamente difíceis de reconhecer. Quando estão envolvidos personagens com uma visão ainda muito egóica, facilmente percebemos “quem é que manda e quem é que cala”, mas noutros exemplos, o padrão é mais invisível.

Veja na próxima página a continuação do artigo

O que procura?

Comentários