Ano Pessoal 6 em 2014

por Eva Veigas

“Observa a flor que treme sob a violência do vento. Imagina-a muitas vezes na solidão do teu quarto. Aprende a velar por ela como és capaz de velar pelos teus filhos.”

Sabedoria Ameríndia

Combinação do Ano Pessoal 6 com o regente 7 em 2014

6 – 7

Esta é mais uma combinação difícil, pois este ano pessoal apresenta uma forte incompatibilidade entre a necessidade de cooperação do 6 e a interiorização e necessidade de recolha do 7.

O 6 é uma frequência de ajuda e é facilmente sensível ao sofrimento alheio, às necessidades reais das pessoas, dos animais, enfim o 6 está ligado a causas nobres e à defesa dos oprimidos. Ora o 7 com a sua racionalidade apresenta-se por vezes com uma frieza e um calculismo que dificilmente se incorpora na doçura e na ternura do 6. É um pouco como misturar azeite na água.

Há que ter portanto a sensibilidade necessária para saber gerir estas duas frequências que juntas formam um combinação muito peculiar, pois se for bem compreendida poder fazer acontecer verdadeiros milagres. A espiritualidade do 7 unido à doçura do 6 é profundamente curadora e transformadora, pois consegue quebrar o gelo até dos corações mais frios. As duas energias entrelaçadas são como o abraço de uma mãe amorosa.

Lado Luz do 6

O lado luz do 6 traz com ele o aumento das ações de solidariedade, que se iniciaram com mais força em 2013 (ano 6), aliás é do conhecimento público que houve um aumento dessas mesmas ações e uma adesão enorme por parte da sociedade, tal como eu tinha afirmado nas previsões para 2013.

A possibilidade fazer o bem, de ajudar os outros nos momentos mais duros e mais críticos das suas vidas é uma oportunidade incrível para os seres humanos, dado que muitos de nós precisam de vivenciar essas experiências para as suas próprias aprendizagens pessoais. Muitas pessoas que nunca tinham participado em ações deste género dizem ter sentido algo único e indescritível. Em muitos casos produzem-se verdadeiros reequilíbrios kármicos, pois essas pessoas, noutros momentos, no passado da vida presente ou mesmo em vidas precedentes podem ter permanecido indiferentes ao sofrimento alheio. Eis agora aqui a possibilidade de resgatar esse karma ou essas ações menos boas.

Veja na próxima página a continuação das previsões para 2014

Comentários