Já experimentou um preservativo feminino?

Caso nunca o tenha feito ou nem sequer sabia da existência do mesmo, está na altura de se informar acerca do assunto. Nunca se sabe quando vai precisar...
créditos: Photo by Ariel Lustre on Unsplash

No dia de hoje, 16 de setembro, celebra-se o Dia Mundial do Preservativo Feminino. Existe desde finais dos anos 90, mas ainda que seja tão eficaz e seguro como outro método de contraceção feminino, nunca teve grandes adeptas. No entanto, é uma excelente alternativa ao preservativo masculino: protege contra as DST (doenças sexualmente transmissíveis), gravidez não desejada, infeção de HIV, adequado à alergia ao látex, permite lubrificantes, é aconselhável a quem tenha problemas de lubrificação, não 'interrompe' os jogos eróticos e pode ser colocado até 8 horas antes da penetração.

O preservativo é fino, transparente e pode variar o formato tendo 2 anéis flexíveis nas extremidades ou 1 anel numa extremidade e um género de algodão na outra. O mesmo é colocado por forma a que uma das extremidades fique dentro da vagina e a outra a cobrir a parte externa da mesma. Ainda que não seja prático de colocar na primeira vez – o tampão também não era, certo? - nada que não se resolva com a prática...

Comentários