Estudo aponta 2014 como o pior ano para o sexo

Casais fazem menos, sentem-se mais inseguros e infelizes.

Pesquisa realizada até setembro deste ano revela que 2014 não tem sido um ano fértil em…sexo. O estudo, publicado pelo Daily Mail e encomendado pela VoucherCodesPro, anuncia que 40% dos inquiridos estão a fazer menos sexo do que no ano passado.

O ‘top five’ dos motivos que levam a este quadro são precisamente as preocupações financeiras (37%), longas horas de trabalho (34%), dividir a cama com animais de estimação (31%), cansaço excessivo de uma vida social ativa (29%) e discussão sobre inseguranças (20%).

Por outro lado, 58% assume que seria mais feliz e seguro se fizesse mais sexo e 43% dos participantes ficam preocupados com a possibilidade de uma traição.

Um porta-voz do estudo realça, nas suas conclusões, a necessidade do casal ter mais 'tempo de qualidade' a dois: “Os relacionamentos são importantes e se tivermos sorte o suficiente para encontrar alguém com quem queremos passar o resto das nossas vidas, devemos dedicar a ela um nível razoável de atenção”.

 

artigo do parceiro: Nilza Rodrigues

Comentários