Apesar de ter sido criado para alertar para a importância da defesa dos direitos dos cães e dos animais de companhia em geral, que continuam a ser vítima de maus tratos em muitos países do mundo, incluindo em Portugal, o Dia do Cão, que se assinala anualmente a 26 de agosto, tem também sido aproveitado para homenagear aquele que é o mais leal de todos os animais de estimação. Na Lituânia, Ausra Kelpsaité tem chamado a atenção.

A fotógrafa, editora de imagem e artista digital, uma apaixonada por animais, resolveu criar um mundo mágico para cães que foram abandonados. Vadios, perdidos, atropelados ou, pura e simplesmente, deixados à porta do canil Penkta Koja pelos próprios proprietários que emigram, muitos viram-se, depois de recolhidos e tratados, convertidos nas estrelas de um projeto fotográfico que deu origem a imagens ternurentas e surpreendentes.

No início deste ano, Christian Vieler, um alemão que vive em Waltrop, com Lotte, uma cadela de raça labrador, fotógrafo de cães a tempo inteiro desde 2016, lançou "Treat!", um livro de fotografias que reúne algumas das melhores imagens que resultam de "Dogs catching treats", um projeto criativo que iniciou por acaso, como admitiu publicamente. Uma obra que mostra as expressões faciais mais curiosas dos canídeos que fotografou.

Pegou no cão e transformou-o em Madonna. Artista, retratista de celebridades e fotógrafo de moda, Vincent Flouret já tinha convertido Max, o seu golden retriever, em celebridades como a cantora Björk, o fotógrafo Steven Klein e a modelo Gisele Bündchen. Nos últimos anos, a intérprete de sucessos como "Like a virgin", "I rise" e "Into the groove" tem sido a principal fonte de inspiração do francês, que já fez uma exposição em Arles, no sul de França.

Grace Chon, uma fotógrafa autodidata que trabalhava como diretora de arte numa agência de publicidade em Los Angeles, nos EUA, vive hoje dos retratos de animais que tira. No final do ano passado, lançou o livro "Puppy styled - Japanese dog grooming before & after", uma obra fotográfica que reúne algumas das imagens do processo de transformação a que submeteu os canídeos, que pode (re)ver na galeria de imagens que se segue.

Seguindo os passos da revista National Geographic, The Kennel Club, o clube que reúne os principais canis do Reino Unido, criou o concurso de fotografias internacional Dog Photographer of the Year, que promove ano após ano. Uma oportunidade que muitos fotógrafos, profissionais e amadores, aproveitam para submeter à apreciação do júri algumas das suas melhores imagens. Em 2018, a portuguesa Joana Matos foi uma das vencedoras.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.