Alex Cearns é australiana, fotógrafa e apaixonada por animais. Um dos seus objetivos enquanto fotógrafa animal é captar e dar a conhecer as várias subtilezas que fazem de cada criatura um ser único. "Amo todos os animais que tenho o privilégio de fotografar, mas aqueles que, por qualquer razão, são diferentes ocupam um lugar especial no meu coração", explica a fundadora do Houndstooth Studio, que já recebeu mais de 200 prémios.

Em "Perfect imperfection - Dog portraits of resilience", "Imperfeição perfeita – Retratos de relisiência canina" em tradução literal, o seu novo livro, lançado no próximo dia 19 de março, volta a demonstrar a sua paixão por cães que, por acidente, por qualquer deficiência genética ou apenas por negligência humana perderam um membro, são cegos ou apresentam marcas de algum tipo de abuso sofrido.

Alex Cearns reconhece que a maioria destes animais não se queixa e confessa mesmo que admira a sua capacidade de adaptação, a sua resiliência e a determinação, comportando-se como qualquer outro animal saudável. "A tenacidade destes animais ao superarem estas adversidades nunca deixa de me surpreender", conta a fotógrafa, que admite ser uma verdadeira lição de vida trabalhar com estes bichos.

"Com eles, tenho aprendido a ver o lado positivo das situações e nunca desistir", afirmou já publicamente. "É um livro [de fotografia] para todos os que amam cães, para os que têm o dom de descobrir a beleza na imperfeição e para quem precisa de uma dose de inspiração", diz. Parte da receita das vendas reverte a favor da Australian Animal Cancer Foundation, que apoia a investigação do cancro canino.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.