Hannah Assil é uma estudante de biologia e fotógrafa austríaca especializada em vida selvagem, residente em Graz, que está a transformar Fridolin, um pequeno rato que sobreviveu a um ataque de um gato, numa estrela das redes sociais. Tudo começou quando, ainda com dias, o roedor e a mãe sofreram um ataque de um felino. A rata não sobreviveu mas Fridolin, como viria a ser batizado, caiu no chão durante o ataque.

Uma criança, que testemunhou o incidente, apanhou-o e acolheu-o e, desde esse dia, tudo mudou para o pequeno Fridolin, que está a ser criado por uma família humana, com recurso a uma garrafa de água quente, leite especial para ratinhos recém-nascidos e muito mimo. A primeira vez que Fridolin foi fotografado por Hannah Assil, ainda não tinha sequer os olhos abertos. "Na segunda, já tinha crescido um pouco", recorda.

"Só tive autorização para o fotografar duas vezes", lamenta, contudo a fotógrafa, que ficou fascinada com a história de vida do pequeno roedor. "Ainda antes de conseguir sequer abrir os olhos, ele e a mãe viram-se na boca de um gato", recorda Hannah Assil. "Por vezes, a vida dá-nos uma segunda oportunidade e o Fridolin mostra que nos cabe a nós escolher como a usar", afirma a austríaca, autora das imagens que se seguem.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.