Há pessoas que não fazem esforço nenhum para se sentirem bem consigo mesmas e outras que nunca gostam do que veem ao espelho e tudo passa por não conseguirem agradecer o facto de estarem vivas e de não serem positivas face às intempéries e acontecimentos da vida. Ter autoestima é ter autoconfiança, autorrespeito, ser franco, humilde e transparente e, por conseguinte, ser mais feliz!
Tendo em conta que é algo que vai sendo construído ao longo da vida, não nascendo propriamente connosco, é natural que quem venha de um ambiente familiar descompensado, nada saudável e uma educação pouco adequada irá ter tendência a ter maiores problemas de autoestima. No entanto, o ser humano tem o poder de decidir como quer enfrentar a vida e, se há pessoas que conseguem contornar e ser felizes mesmo tendo sido fruto de famílias disfuncionais, tem de se partir do pressuposto que qualquer um consegue. Há, sem dúvida, fatores inconscientes negativos que vão moldar a nossa maneira de estar, mas é nessas alturas que se deve pensar e fazer uma retrospetiva dos nossos pontos fortes e dos momentos de felicidade. Só assim temos os alicerces para superar os nossos limites e reconstruir a nossa autoestima.Veja como...

Vestir-se bem e adequadamente
Nada tem a ver com roupa de marca nem ter de ter o roupeiro repleto de roupa. Deve vestir-se adequadamente ao meio e momento onde está inserido e a roupa deverá estar e cheirar a limpa, bem passada e ter os sapatos também em condições. Já reparou que quando está com uma roupa que o favorece e que gosta o seu ânimo é outro?! E isto é refletido nos outros... Não caia no erro de se desleixar e acomodar!

Aparência saudável
Não só a roupa melhora o nosso aspeto e ânimo. Cabelos bem penteados, mulheres bem maquilhadas e sem excessos, homens com a barba feita ou aparada como deve de ser, pessoas a cheirarem a limpo e levemente perfumadas, sorriso rasgado, cabeça erguida e de olhos bem abertos e atentos a vislumbrar o que rodeia... tudo isto tem de ser estimulado para que se sinta um “vencedor”.

Não passar a vida a reclamar
Se passar a vida focado no que o chateia, nos problemas que tem e na vida alheia nunca vai a lado nenhum! Vá à luta e ocupe o seu lugar na vida em vez de ficar a remoer no que não interessa e que o deita abaixo. O nosso inconsciente tanto se acostuma a acontecimentos e coisas negativas como o contrário, por isso fique atento aos seus pensamentos e comece a dar a volta aos mesmos. Nunca se esqueça que o ser humano é que tem o poder de decidir a sua própria vida e ruma, por isso não adote a postura de achar que a culpa é sempre dos outros.

Cabeça erguida
Cada um é único à sua maneira e você é o único responsável pelo seu crescimento, desenvolvimento e felicidade. Não tenha receio de mostrar e demonstrar aquilo que é! Abrace, beije, sorria, dance, enfim... são estes atos e sentimentos que vão tomar conta do coração e mente e lhe darão as ferramentas para começar a ver o mundo com outros olhos. Não finja ser alguém que não é, pois o tempo vai fazer questão de lhe tirar a máscara e capacite-se que quem ficar do seu lado é porque gosta e aprecia a sua essência. O resto... o resto é paisagem!

Humildade
Sabe que ser arrogante, gostar de estar sempre em evidência, mostrar que é muito seguro de si próprio e até aproveitar-se do desempenho alheio são muitas das vezes sinal de insegurança e falta de autoestima?! Basicamente pode ser uma máscara para ocultar a necessidade de reconhecimento e valorização, incompetência e solidão. Tal como se referiu acima, o tempo vai fazer questão de lhe tirar a máscara e a recuperação pode ser muito difícil e complicada. Assuma sempre as suas imperfeições com o intuito de mudar, valorize os seus pontos fortes, mas de forma recatada e humilde e crie e cuide dos relacionamentos que tem, não traindo os seus valores nem o seu inconsciente. Os outros vão vê-lo como alguém que querem que esteja sempre presente.

Validar o seu potencial
Viver sem objetivos de vida é não olhar para o seu futuro! Veja o que quer, para onde quer ir e organize-se. É importante que acredite no seu potencial, que saiba dar uma opinião e que tenha uma vida digna.

Ferramentas
Ainda que já se tenham referido aspetos para que eleve a sua maneira de estar e ver a vida, poderá consultar aqui alguns exemplos de mecanismos que o vão ajudar:

- Goste de si, admire-se e ame-se condicionalmente. Porque não contratar um fotógrafo e ser modelo por um dia?! Vista as roupas que goste e admire aquilo que é, os seus trejeitos, figura, etc... ou então filme-se s si próprio a cantar, a rir, a falar, enfim... vai ver que tem muita coisa para admirar;
- Leia bastante e, caso ache necessário, leia também livros de autoajuda;
- Olhe com olhos de ver para o que o rodeia e vai ver que há pessoas em pior situação que a sua. Caso seja possível faça algum género de voluntariado e distribua carinho e amizade;
- Estude, faça cursos, leia livros técnicos, etc... cultive o seu lado intelectual e adicione valor à sua pessoa;
- Arrisque, exponha-se ao mundo e viva em sociedade, criando relacionamentos saudáveis e sinceros. Plante, colha e nunca se esqueça de regar;
- Evite dar-se com pessoas negativas, egoístas, pessimistas, interesseiras, entre outros.
- Aprenda a filtrar e a extrair o que é positivo;
- Não dê muita importância aos bens materiais;
- Preocupe-se com a sua saúde;
- Arranje um hobbie;
- Encare as críticas negativas dos outros como um crescimento e um caminho para o sucesso.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.