A Medicina Estética tem evoluído muito nos últimos anos. Hoje em dia, pretendem-se resultados naturais, respeitando as feições do paciente. O objetivo principal não passa apenas por rejuvenescer, corrigir assimetrias ou melhorar a qualidade da pele, mas por atrasar o envelhecimento, diminuindo os sinais da idade, com resultados absolutamente naturais e sem que o paciente sinta que foi transformado noutra pessoa.

Sabia que a sua casa pode prejudicar-lhe a pele? 13 dicas de um dermatologista
Sabia que a sua casa pode prejudicar-lhe a pele? 13 dicas de um dermatologista
Ver artigo

O conceito de beleza e de juventude evoluiu bastante nos últimos anos e muitos recorrem, cada vez mais cedo, à Medicina Estética à procura de um pouco mais do que corrigir os sinais da idade: querem principalmente evitar que estes apareçam e que a evolução da idade seja feita com um aspeto mais jovem, revitalizado e saudável. 

Por outro lado, a rapidez com que a informação circula nas redes sociais e a influência que exerce sobre o público em geral levam a que os médicos recebam em consultório um paciente cada vez mais exigente, consciente, seguro e bem informado das últimas novidades e tecnologias disponíveis nesta área. 

Os tratamentos mais procurados

Os tratamentos de Medicina Estética mais procurados por estes novos consumidores são cada vez mais subtis. Os pacientes pretendem tratamentos com resultados eficientes mas discretos, em que quem observa constata que está com uma aparência mais jovem e revitalizada, mas sem perceber se foi realizada alguma intervenção médico-estética.

Atenuar rugas, melhorar a qualidade da pele, homogeneizar a tonalidade, dar brilho, tratar a flacidez, revitalizar e repor volume sem exageros são os objetivos mais procurados e, se bem aplicados, dão ao paciente o aspeto revitalizado e saudável tão desejado nos dias de hoje.

O meu conceito de Medicina Estética baseia-se exatamente nisto: adiar os efeitos da idade, dando aos meus pacientes um aspeto saudável, sem exageros, e traçando planos anti envelhecimento de modo a que consigam sentir-se bem na sua pele, envelhecer com dignidade e, de alguma forma, tentar que o tempo passe "mais lentamente" pelo maior órgão do corpo humano: a pele.

10 alimentos contra a celulite recomendados por uma médica
10 alimentos contra a celulite recomendados por uma médica
Ver artigo

Para isso, recomendo começar com protocolos antioxidantes, skinboosters, peelings e pequenas doses de toxina botulínica para manter a pele radiante, hidratada e retardar o aparecimento das primeiras rugas e manchas.

Idades mais avançadas

Numa faixa etária mais avançada, ou quando o paciente sentir necessidade, os preenchimentos vão devolver o equilíbrio ao rosto, repondo o volume e redefinindo os ângulos que começam a desaparecer. Em relação ao olhar cansado, novamente os preenchimentos, os peelings e pequenas doses de toxina ajudam a recuperar as olheiras das noites mal dormidas. A flacidez é outro tema que assusta bastante, mas para a qual existem várias soluções.

Uma avaliação cuidada, um plano de tratamento personalizado e uma abordagem multidisciplinar de rosto e corpo vão fazer com que os sinais do tempo apareçam mais lentamente e sobretudo que a idade chegue com a graciosidade e respeito que merecemos.

Contudo ainda existe alguma resistência e é preciso desmistificar a antiga Medicina Estética e provar que esta nova abordagem, além de acessível, é, sem dúvida, a melhor forma para adiar os efeitos da idade, corrigir algo que não goste ou simplesmente ter um aspeto mais saudável e rejuvenescido.

As explicações são da especialista Mariana Alves, médica com formação em Medicina Estética.

A medicina estética mudou e os pacientes já não querem o que queriam. Médica explica porquê
Mariana Alves, médica

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.