1. Posso tratar a celulite com uma lipoaspiração

Falso. A celulite é um problema associado à pele e não ao excesso de gordura, pelo que a lipoaspiração pode não ter qualquer influência no seu tratamento. De uma forma muito simples, podemos explicar a celulite como covas que se formam na pele (casca de laranja).

O seu tratamento passa, sobretudo, pela libertação das “cordas” que puxam a pele e pelo preenchimento destas covas, para que a pele fique mais uniforme. Esse preenchimento pode ser feito com agentes volumizadores, como ácido hialurónico, e até mesmo com gordura (que pode ser retirada de outras partes do corpo onde esteja em excesso).

2. Se aumentar os glúteos com gordura vão ficar flácidos

Falso. Os glúteos têm uma anatomia particular e estruturas próprias para que mantenham a sua forma habitual. A infiltração de gordura é sempre feita tendo em conta essas estruturas, em zonas muito específicas, para que essas estruturas não sejam danificadas. Desta forma, não levará à flacidez ou perda de forma dos glúteos.

10 mitos no mundo da cirurgia plástica
João Martins, cirurgião plástico

3. Se reduzir os pequenos lábios perco o prazer sexual

Falso. Pelo contrário. Com esta cirurgia, a mulher vai ficar mais confiante e mais desinibida, o que, naturalmente, melhorará o ato sexual. Além disso, se o procedimento incluir remodelação do clitóris, deixando-o mais exposto, isso pode aumentar em muito o prazer sexual.

4. Se reduzir a mama não posso amamentar

Falso. A redução mamária deve ser realizada respeitando a anatomia e as estruturas na mama. Se assim for, os canais de lactação da mama ficam intactos, pois todo o trabalho é feito nas zonas envolventes, não havendo qualquer constrangimento na amamentação.

5. Tenho de trocar de implantes de 10 em 10 anos

Falso. Os implantes são virtualmente vitalícios. Se não houver qualquer complicação associada ao procedimento, a mulher pode ficar com os mesmos implantes para toda a vida. É importante, no entanto, que sejam escolhidos os implantes mais adequados a cada caso e que o procedimento seja efetuado com segurança, utilizando técnicas que diminuam a possibilidade de contratura do implante.

6. Se colocar implantes a mama descai

Falso. A mama descai naturalmente com o envelhecimento, com a passagem do tempo, e não pelos implantes. Pelo contrário: um implante proporcional à fisionomia ajuda até a conservar a forma da mama ao longo dos anos. Mas para que assim seja, é essencial optar por um implante que se enquadre na altura e estrutura de cada mulher.

7. Se aplicar botox fico sem expressão facial

Falso. A toxina botulínica, vulgarmente chamada de botox, paralisa os músculos e, por isso, não pode ser aplicada em qualquer local, mas se bem aplicada não há qualquer risco de alteração de expressão facial. É importante que o tratamento seja individualizado, com o estudo de cada rosto, para que a toxina seja aplicada exatamente – e exclusivamente - na zona que o paciente quer tratar.

8. Para corrigir o nariz preciso de uma cirurgia

Falso. Se não houver um problema respiratório, poderá não haver necessidade de cirurgia ao nariz. A forma do nariz pode ser corrigida com injeções de ácido hialurónico, uma opção muito menos invasiva, mais rápida e prática, sem necessidade de pausa para recuperação e com um custo muito inferior.

9. Se fizer uma lipoaspiração vou perder peso

Falso. A lipoaspiração é uma técnica de remodelação corporal, para definir o contorno corporal e remover apenas gordura localizada e não para remover uma gordura de forma a que leve a uma perda de peso expressiva. Com um procedimento na zona abdominal é expectável que retiremos um a dois quilos de gordura, apenas. O melhor método para perda de peso continua a ser a adoção de um estilo de vida saudável.

10. Antes dos 30 não vale a pena fazer procedimentos estéticos

Falso. Melhor do que remediar é prevenir e, hoje, com o conhecimento que temos, podemos em muitos casos prevenir problemas muito antes destes surgirem. Exemplo disso é o tratamento das rugas: sabemos perfeitamente em que zonas vão surgir e sabemos que para as prevenir precisamos de fortalecer a pele, paralisar os músculos responsáveis pelas rugas e/ou preencher volume facial que se vá perdendo. Assim, podemos e devemos fazer este tipo de procedimentos mesmo antes das rugas surgirem.

Um artigo do médico João Martins, especialista em Cirurgia Plástica, Reconstrutiva e Estética.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.