O AspireAssist foi aprovado nos Estados Unidos pela agência reguladora do setor da saúde e alimentação - a Food and Drug Administration (FDA) - e está a causar polémica sobretudo junto da classe médica.

O aparelho permite que, meia hora depois da ingestão de alimentos, uma pessoa ligue uma válvula ao estômago para drenar através de um tubo a comida ingerida.

Novo aparelho para perder peso está a chocar médicos

"Esta é a primeira vez que vejo um dispositivo aprovado pela FDA e fico absoluta, completa e totalmente chocado por ter sido aprovado", disse Joseph Gutman, um médico endocrinologista de Pembroke Pines, na Flórida, em declarações ao jornal online The Verge.

Gutman reuniu 750 médicos dispostos a processar a FDA com o intuito final de levarem a agência a retirar o aparelho do mercado.

Leia também17 formas de controlar o peso quando tem pouco tempo

Saiba ainda25 truques inimagináveis para perder peso

O AspireAssist foi aprovado com base num ensaio clínico de um ano em que participaram 111 pessoas.

A FDA restringe a aplicação do aparelho a pessoas com um Índice de Massa Corporal (IMC) superior a 35, ou seja que estejam num estado de obesidade severa ou mórbida.

O paciente é submetido a uma cirurgia ao abdómen para que lhe seja instalado um tubo que faz a ligação direta do estômago a uma válvula colocada acima do umbigo, como se vê na imagem.

Para os médicos que criticam o AspireAssist, há efeitos colaterais óbvios: perigo de infeção, risco de fuga do bolo alimentar para a corrente sanguínea e risco de desenvolver distúrbios alimentares, como a bulimia. "Em vez de se vomitar pela boca, vomita-se pelo tubo", comentou Joseph Gutman ao referido jornal. "Isto é bulimia mecanizada", conclui.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.