Uma investigação publicada esta semana conclui que os bebés alimentados exclusivamente com leite materno têm menos 56% das hipóteses de desenvolver distúrbios comportamentais entre os sete e os 11 anos. Outro estudo, divulgado na terça-feira, relaciona o nível intelectual e funcional das crianças de quatro anos com a qualidade dos estímulos recebidos pelos pais até aos quatro anos.

Os dois estudos, realizados na África do Sul e no Paquistão, foram financiados pelo Grand Challenges Canada (GCC), um organismo do Governo canadiano que promove a saúde materna e infantil em países em desenvolvimento.

Peter Singer, médico e conselheiro delegado do GCC, afirma em comunicado que "uma em cada três crianças em países em desenvolvimento não pode desenvolver todo o seu potencial" e que "estes estudos mostram como os pais podem ajudar a desenvolver crianças inteligentes e sociais", cita a TSF.

Leia também15 coisas (que tem de saber) para não enlouquecer

Saiba ainda: As doenças mais comuns da infância

O primeiro estudo, publicado na revista PLOS Medicine, foi realizado pela médica Ruth Bland, que seguiu o desenvolvimento de 1.500 crianças sul-africanas.

O segundo estudo, publicado na revista The Lancet Global Health pela médica Aisha Yousafzai, da Universidade Aga Khan de Karachi, centrou-se num grupo 1.302 crianças de quatro anos com origens em zonas rurais do Paquistão.

Estas famílias utilizam brinquedos ou utensílios caseiros para estimular as capacidades cognitivas e motoras das crianças. Este estudo concluiu que as crianças que recebem este "estímulo sensível" até aos quatro anos têm mais probabilidade de ter um maior coeficiente intelectual.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.