As aulas de grupo são, sem dúvida, a forma mais divertida de praticar exercício físico dentro do ginásio. Fatores como o treino em grupo, a quebra da monotonia e o ter alguém a guiar-nos fazem com que a grande maioria das pessoas que se inscrevem no ginásio procurem aulas. No entanto, é necessário ter especial atenção aos objetivos de cada um para saber quais as aulas mais indicadas a fazer.

Tipos de aulas

Em primeiro lugar é importante perceber os diversos tipos de aulas que existem. Dentro das aulas de grupo destacam-se as de Mind and Body, Cardio e Fortalecimento muscular.

Mind and Body: Dentro desta categoria temos o Pilates, o Yoga, o Body Balance e o Ballet Flow. Estas modalidades combinam movimentos de flexibilidade, postura e equilíbrio. São também muito úteis para o desenvolvimento da consciência corporal e redução do stress.

As aulas de grupo são suficientes para um treino completo?
créditos: Holmes Place

Cardio: Geralmente, estes tipos de aulas são organizadas num treino que permite que o metabolismo fique mais acelerado aumentando o gasto calórico durante o dia. Outra vantagem nesta categoria é a redução de probabilidade de complicações cardiovasculares. As aulas de cardio podem provocar alguma excitação no pós-treino devido às endorfinas que são libertadas. O Spartans, Warrior, X-celerate, Airfit e iCycle são alguns dos exemplos deste tipo de aulas.

As aulas de grupo são suficientes para um treino completo?
créditos: Holmes Place

Fortalecimento Muscular: O fortalecimento muscular pode, e deve, complementar as aulas de cardio, promovendo também o bom funcionamento do metabolismo. Contudo, estas duas categorias não têm que ser feitas no mesmo dia. Outra vantagem é a redução do risco de lesão, ainda que seja necessário existir algum cuidado. O foco não passa pelo aumento da massa muscular mas sim fortalecer a existente. A perda de massa gorda é também uma consequência. Para este tipo de treino, as aulas que devemos procurar são as de Body Pump, Total Condicionamento e MIB.

A importância do acompanhamento

Apesar de as aulas serem um excelente complemento de treino, o ideal será consultar um técnico de exercício físico que lhe prescreva um plano no ginásio e o aconselhe sobre quais as melhores aulas a frequentar. Desta forma, é possível ter em consideração os objetivos, aptidões e condicionantes individuais.

A perda de peso é, normalmente, o principal objetivo pelo qual as pessoas procuram o ginásio. No entanto, fatores como a experiência em exercício físico, idade, peso e algum tipo de patologia existente influenciam no aconselhamento do treino.

Para uma maior eficácia, o ideal é oferecer estímulos variados ao corpo para conseguir desenvolver competências diferentes. É necessário também fazer alguma periodização no treino do ginásio juntamente com as aulas. Quando fazemos sempre o mesmo tipo de exercício vários meses seguidos o corpo tende a criar adaptação, correndo o risco de deixar de ter evolução e estagnar nos resultados. Ou seja, após um determinado período de tempo deveremos ir variando no tipo de aulas e treino.

Ao fazermos aulas trabalhamos para um objetivo geral e não individual, correndo o risco de o corpo não reagir da forma que se espera.

Conclusão, as aulas são um bom complemento de treino, no entanto deverão ser planificadas e conjugadas com um plano de treino na sala de exercício. Uma dieta equilibrada também ajudará na obtenção de melhores resultados.

Marta Bento - Personal Trainer & Goup Trainer- Holmes Place Alvalade

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.