Ficar em casa. Nas últimas semanas a expressão ganhou um novo e literal significado. Estar em casca é sinónimo de nos resguardarmos e aos outros, face à pandemia suscitada pela COVID-19. Para restaurantes, chefes de cozinha e equipas é dura a provação de verem portas encerradas. Face à inevitabilidade, muitos cozinheiros estão a utilizar as redes sociais como veículo para manterem a ligação com a comunidade, como aqui lemos em relação a Ljubomir Stanisic, chefe de cozinha e responsável pelos restaurantes 100 Maneiras, em Lisboa.

Em Itália, onde a pandemia se faz sentir com particular incidência, o chefe de cozinha Massimo Bottura, três estrelas Michelin no restaurante Osteria Francescana (em Modena), está entre as dezenas de milhões de concidadãos, que se mantêm em casa. Bottura encerrou o seu estabelecimento a 10 de março.

A série de receitas que Massimo Bottura nos apresenta a partir da sua casa no norte de Itália, nasceu de um desafio da sua filha, Alexa quando, após dois dias de confinamento doméstico, viu o pai a cozinhar. Da intimidade da cozinha de um dos chefes mais estimados internacionalmente, ao convite para entrarmos na sua vida familiar foi um passo.

Diariamente, Bottura publica um novo episódio na sua página no Instagram. Sempre num registo de boa disposição, mas também com conselhos face aos perigos suscitados pelo Coronavírus. Na série para além do chefe de cozinha que integra a lista dos 50 melhores restaurantes do mundo, interage a família, com a esposa Lara e o filho Charlie. A Alexa cabe a tarefa de filmar os protagonistas.

Entre as receitas já publicadas, encontramos de pratos orientais, à técnica perfeita para se fazer um bom molho bechamel. Bottura também responde a perguntas deixadas pelos que o acompanham à distância na sua cozinha.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.