Se os perfumes falassem, talvez contassem histórias de amor, de momentos especiais, de palavras que não era preciso serem ditas. Mais do que isso, homenageiam-na a si e, em muitos casos, também remetem para pessoas e momentos específicos da sua vida. Nos dias mais quentes da primavera e do verão deve preferencialmente usar fragrâncias frutadas, florais ou marinhas. No outono e no inverno, deve preferir aromas mais quentes.

Escolher um perfume é algo que parece ser puramente intuitivo e sinalizado inteiramente pelo nosso olfato, que vai despertar emoções negativas ou positivas. Mas, a arte de criar o perfume ideal (e original) é uma orquestração científica que envolve um minucioso equilíbrio. Os perfumes são compostos por notas de saída, notas de corpo e notas de fundo.

Enquanto as notas de saída, responsáveis pela primeira impressão que temos do perfume, são leves e evaporam-se rapidamente, as notas de corpo, que dão caráter ao perfume, só se fazem sentir algum tempo depois da aplicação e duram algumas horas. Já as notas de fundo encarregam-se de fixar o aroma, manifestando-se horas depois da aplicação e mantendo-se bastante tempo.

Evite, contudo, testar mais do que três perfumes de uma só vez e aplique-os numa tira própria para o efeito. Um cartão de visita é uma ótima alternativa. Existem ainda, no entanto, outros cuidados a ter. Se, depois de aplicar o perfume, a pele ficar vermelha nessa zona, provocando prurido, está a ter uma reação adversa a determinado ingrediente e deve eleger outro aroma.

Quando é que, afinal, se deve pôr perfume?

A altura ideal para aplicar perfume é depois de tomar banho e de hidratar a pele, o que faz com que o aroma dure mais tempo. Conserve sempre os frascos de perfume num local em que não estejam expostos à luz do sol. O calor excessivo, para além de alterar o aroma original, pode fazer com que o vidro se parta.

Ao contrário daquilo que se possa pensar, uma casa de banho que não tenha janelas não é o local ideal, visto que o perfume deve estar num ambiente arejado e fresco. Depois de aberto, o perfume tem a duração de 12 meses. Existem ainda outros cuidados a ter.

Não aplique perfume diretamente na roupa, pois pode manchá-la. No verão, quando for para a praia ou para a piscina, prefira um perfume sem álcool e aplique-o em áreas que estejam menos expostas ao sol. Deve fazê-lo atrás das orelhas, por exemplo, para evitar irritações e manchas.

Texto: Teresa d'Ornellas