Manuela Moura Guedes não faz compras no natal. “Tenho horror, fico deprimida e angustiada. Normalmente é o meu marido (José Eduardo Moniz) que compra as prendas”, explica a jornalista.

A mulher do vice-presidente do grupo Ongoing considera “uma tontice” estar a dar presentes só porque é natal. Daí que, todos os anos, tenta que José Eduardo Moniz “restrinja a lista, porque ele adora dar imensos presentes às pessoas”, adianta a ex-diretora adjunta de informação da TVI a SapoFama.

Embora se considere uma pessoa privilegiada que ainda não sentiu as “terríveis dificuldades” que atingiram grande parte dos portugueses, Manuela Moura Guedes não passa imune à crise. “Confesso que vivo um bocado angustiada, especialmente com o que pode acontecer ao euro e à economia do país”, adianta.

A conhecida jornalista sublinha que nunca foi pessoa de gastar muito mas que passou a ser mais disciplinada: “Sinto a crise, por exemplo, nas compras do dia-a-dia, que aumentaram imenso de preço. Tenho incutir mais disciplina nos meus filhos, dizer-lhes que é preciso ter atenção à semanada; penso duas vezes antes de comprar as coisas e comparo o preço dos produtos lá para casa.”

“No fundo, acho que faço aquilo que toda a gente faz, embora não esteja no grupo de pessoas que possuem ordenados tão baixos que não sei como conseguem sobreviver, perante um custo de vida tão elevado”, conclui a jornalista.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.