A natureza pode fazer verdadeiros milagres mas sem planificação e organização um jardim pode ficar aquém de todo o seu potencial. No desenho do jardim, além da mão do jardineiro, é essencial o seu engenho, um pouco de audácia e conhecimento. Os 10 conselhos seguintes têm como objetivo contribuir para que o jardineiro amador obtenha resultados excelentes:

1 - Maciço mais vistoso com plantas altas no centro

Junto de caminhos e outras zonas de passagem, os maciços de flor ganham pontos. Quando afastados das rotas de passagem não é possível desfrutar em pleno da sua beleza. Quando criar um maciço, invista na altura para permitir que seja visto de todos os ângulos. Neste tipo de composição, as plantas mais altas devem ocupar as posições do centro.

2 - Roseiral espetacular com sebe de buxo

Cor, aroma e beleza é o que obtemos quando escolhemos rosas para decorar o jardim. As bordaduras de buxo que servem de margem aos maciços de rosas asseguram uma estrutura firme ao desenho e fazem ressaltar a floração que sustentam no interior. Com muito sol, proteção durante o inverno e poda para estimular a floração seguinte, terá certamente um roseiral de luxo.

3 - Piscina solarenga afastada das árvores

Deixe o sol temperar a água da piscina à medida que a manhã avança. É muito mais agradável para tomar banho. Para o local da piscina, reserve uma zona com sol, sem árvores e rodeada de caminho antideslizante.

4 - Cor todo o ano com floração alternada

Para manter a cor, deve selecionar espécies de florações alternadas. Desta forma, quando algumas espécies terminam a floração, outras estão a protagonizar bonitas cores, mantendo o aspeto dos maciços.

5 - Horta ordenada com separação de frutas e legumes

Os trabalhos de manutenção tornam-se mais fáceis numa horta situada em zona plana. Sobretudo a rega é mais fácil de executar. No planeamento da horta, separe as fruteiras das hortaliças e não descure a hipótese de sebes, por exemplo de aromáticas à base de alecrim ou lavanda.

Veja na página seguinte: Os cuidados a ter com os lagos, com as janelas e com as sombras

6 - Lago escondido

O lago deve ficar um pouco escondido porque as espécies aquáticas do fundo, como os nenúfares, encontram-se
desalinhadas. Com um bom filtro biológico e os modernos alguicidas, igualmente biológicos, pode ter plantas, peixes e água sem problemas de contaminação.

7 - Sombra bem aproveitada com arvoredo a oeste

Para aproveitar o jardim a partir do meio-dia, mas também quando o sol é mais perigoso deve colocar arvoredo a sul e a oeste. Ao preparar o arvoredo, não separe nem junte demasiado os exemplares, embora as copas produzam um efeito espetacular quando se unem.

8 - Áreas de muito uso em locais acessíveis

As zonas de jogos para crianças, áreas desportivas, garagem ou até uma pequena horta, são espaços de uso intensivo no jardim. Por isso, é importante que se situem em locais cómodos e acessíveis. As zonas de passagem junto da moradia devem ser empedradas ou revestidas de gravilha grossa.

9 - Janelas floridas em harmonia com o jardim

Nada melhor que uma poderosa glicínia como a que cobre a fachada desta casa para ocultar imperfeições e suavizar a rigidez e austeridade do edifício. Isto para não falar das vantagens de desfrutar do seu agradável aroma. Como este local faz parte da transição da casa para o jardim, convém não destoar com o edifício ou o resto das plantações.

10 - Bolbos práticos em bandejas enterradas

Coloque os bolbos em bandejas e enterre-as no solo. Desta forma, é mais fácil extrair quando terminarem o ciclo de vida e substituir por bolbos da próxima época. Sempre que faça substituições, mude parcialmente a terra do maciço para não propagar determinadas pragas.