E se as ligações afetivas se resumissem apenas ao acto sexual em si? Seriam banidos os beijos, o toque na cintura que a faz arrepiar, as massagens descontraídas, o contacto com os vários sentidos, incluindo a visão, a audição e o tato. Também se acabariam as festas no cabelo e todos os mimos que tanto aprecia e considera imprescindíveis. Então? Parece-lhe razoável, aceitável e/ou memorável?

Não! Temos, contudo, para si algumas ideias. Ensaie-as as vezes que quiser, sem pressas e até que o espetáculo termine como é desejável. Saiba por onde começar porque tudo tem um começo. Os preliminares! Neste caso, a sedução é o princípio de tudo. E que não se julgue que este processo é feito uma única vez para cada pessoa com quem se mantém, em determinada altura, uma relação afetiva.

É uma palavra cujo significado deve ser recordado com frequência. Há o desejo que serve como ponto de partida. Sem ele, o despertar para os sentidos não acontece. Para que este impulso surja é preciso que seja estimulado, espicaçado. Mutuamente. Não são precisos dois, para dançar um tango? Já agora, que a música toque nas rotações ideais...

Quando o objetivo é o prazer

O toque é o elemento-chave dos preliminares. O órgão mais vasto do corpo humano, a pele, está coberto de células recetoras que transmitem sensações agradáveis ao cérebro. Assim, e antes de qualquer passagem pelos órgãos genitais, estimule outras zonas que conduzem igualmente em direção ao prazer.

Sinta (e faça sentir) as reações que advêm de uma massagem nas costas ou de uma leve passagem pelos seios. Se há momento em que pode exagerar é este. Explore onde e como quiser. Conhecer o seu próprio corpo e o do seu companheiro é fundamental. Este é o ponto de partida para a desejada exploração das muitas sensações que os preliminares podem proporcionar.

Corpo a corpo

Não tenha pudor em explorar o território corporal do parceiro. Conversas, onde cada um confessa as zonas do corpo a que não consegue resistir, troca de afeto e as improvisações que a imaginação ditar são armas muito eficientes na investigação do corpo humano. E não entre em comparações nem assuma como certo o que não sabe. Cada pessoa é única, logo, tem gostos completamente distintos.

Música para os ouvidos

O ato sexual é basicamente uma atividade sensorial onde predominam as sensações auditivas, olfativas, visuais e tácteis. A influência sexual dos sons, sobretudo da música e da voz, é inegável. O ruído dos movimentos respiratórios a partir do primeiro contacto físico pode ser um estímulo que amplia a carga erótica do momento. O som da voz, assim como uma melodia sugestiva, para além de uma forte ação relaxante, dá também ênfase ao prosseguir dos acontecimentos.

Veja na página seguinte: As vantagens da manipulação erótica

As vantagens da manipulação erótica

As zonas erógenas são, como por certo saberá, as partes específicas do corpo mais sensíveis ao toque. Uma vez estimuladas, é impossível ficar indiferente, uma vez que esta é uma das várias formas de sentir prazer. Neste grupo, destacam-se os órgãos genitais, o pescoço, as nádegas, as orelhas e a cintura. Comece por despertar os sentidos tendo como base as coordenadas mencionadas.

As formas de toque variam de acordo com a zona específica e o gosto individual. Deixe-se guiar pela sua sensibilidade e sugestões dadas. Em caso de dúvida, pergunte ou faça o teste que lhe indica quais são as suas zonas erógenas.

Criatividade total

Todos os preliminares devem estar devidamente enquadrados na situação presente. Variedade. A rotina é para banir, esperando-se em vez disso, as práticas que a imaginação ditar. Sabemos que são ilimitadas. Se andou durante anos a sonhar com alguma fantasia (ou mais do que uma), aproveite para a pôr em prática.

Ao mesmo tempo, ajude o seu parceiro a realizar um sonho antigo. Mesmo que ser atriz nunca tenha sido um objetivo, encarnar várias personagens pode ser divertido e estimulante para os únicos participantes do filme, você e ele. Exige-se, por isso, versatilidade.

Verdadeiro clássico

A vagina não é a zona com a taxa de maior sucesso no inquérito prazer extremo, mas são várias as mulheres que conseguem sentir muito prazer após a sua estimulação. Este tipo de clímax, cuja sensação é única, envolve a parte arredondada da vagina e do colo do útero, provocando um orgasmo específico seguido de contrações. Feita a experiência, se for do seu agrado, dê indicações para repetir.

French kiss

A boca. Também ela uma zona erógena que possui uma especial sensibilidade erótica. De estímulo obrigatório. Tem uma base táctil e olfativa. Não há dúvidas de que o odor desempenha um papel importante na atração ou na repulsa sexual entre duas pessoas. O beijo é uma demonstração universal de afeto.

Com várias interpretações, dependendo da ocasião. Naquela a que nos referimos (sabe qual é) representa um ato que expressa e alimenta o desejo. Importante, importante, é abandonar qualquer tipo de preconceito e dedicar-se apenas ao apelo dos sentidos.

Audição apurada

A região atrás das orelhas é irrigada por uma vasta rede de vasos sanguíneos, permitindo que seja considerada como uma zona com alto grau de sensibilidade. Geralmente, acariciada com beijos (ou a língua), funciona como um dos preliminares mais indicados para o momento em questão.

O toque feito suavemente com a ponta dos dedos ou utilizando produtos que proporcionem a variação térmica entre o gelo e o quente, também são ideias a considerar. As mesmas orientações servem para o pescoço.

Veja na página seguinte: As sensações orgásticas dos beijos e dos preliminares 

As sensações orgásticas dos beijos e dos preliminares

A sensação orgástica consequente do toque específico no ponto G é normalmente descrita como sendo extremamente intensa. Aliás, como é habitual ouvir-se, este não se define. Sente-se! Este tão proclamado ponto localiza-se a uma distância de cerca de dois terços do dedo médio no interior da entrada da vagina acima do osso púbico. A sua estimulação manual deve ser feita de modo suave e lento. Se este for um ponto de interesse do casal vale a pena explorar esta forma de sentir prazer.

Função única

É através da estimulação do clítoris que a maioria das mulheres consegue atingir o clímax, sendo que muitas delas assumem que é quando este está no ponto que o orgasmo mais intenso é atingido. Afinal os preliminares servem para muito mais do que se possa pensar! Este é o único órgão do corpo que tem como função exclusiva proporcionar prazer. Situa-se na parte anterior da vulva e deve ser estimulado com um toque primeiro suave e depois mais forte. Dê indicações!

O ponto U

Como a uretra está rodeada em três lados pela zona clítoriana e a abertura da vagina, não é difícil obter intenso prazer através do toque, pois as zonas circundantes são muito sensíveis. É o chamado ponto U. Este pode (e deve) ser estimulado manualmente, mas se optar pela versão pós, saiba que há algumas posições mais indicadas. Uma delas é o par sentar-se frente a frente de modo a que a mulher fique com as pernas em redor do parceiro fazendo pressão sobre o corpo.

As últimas descobertas

Consta que o ponto A só foi descoberto em 1996. Este é oficialmente chamado de fornex anterior erógeno e localiza-se na parede frontal da vagina num ponto descendente a partir do colo do útero. Ainda que esta zona só tenha sido descoberta no século passado, a verdade é que sempre existiu e sempre a sentimos. Estudos constataram que o clímax é mais intenso quando o Ponto A é estimulado. Agora que já é de conhecimento público, não deixe escapar a oportunidade de experimentar.

Ao ritmo do prazer

Existem coisas que todos os homens deveriam saber... E as mulheres também! Nós dizemos-lhe quais:

- Não há que ter pressas. A mulher requer mais tempo de estimulação para que atinja a plena satisfação sexual. O casal deve, por isso, tirar maior partido da intimidade a dois. A importância do poder de escolha é também aqui fundamental. As zonas erógenas femininas são dispersas e não estão apenas concentradas nos órgãos genitais.

- Os ombros, seios, nádegas e a parte interna das coxas são normalmente partes do corpo que não devem ser eliminadas do toque. Aprenda a explorá-las com outra intensidade. E ainda que o clítoris seja o centro da resposta orgástica, o homem não deve estimulá-lo sem antes utilizar a fórmula dos preliminares. Caso não o faça, pode ser doloroso e inibir o clímax.

- Uma vez iniciado o toque na zona do clítoris, este gesto não deve ser interrompido. De cada vez que isso acontece, o arco orgástico volta ao ponto de partida. Incentive, por isso, o seu companheiro a não parar e ir até ao fim.

Veja na página seguinte: O que torna uma mulher fatal

Mulher fatal

Eles não resistem a uma mulher que:

1. Saiba seduzir

2. Surpreenda através da linguagem corporal

3. Seja original e não tenha inibições na intimidade

4. Tenha o dom de conduzir as operações com mestria

5. Dê o primeiro passo no processo da sedução

6. Quebre a rotina com ideias surpreendentes

7. Domine a arte de bem beijar

8. Conquiste em segundos só com o cheiro

9. Sinta e transmita poderes para ser a melhor amante do mundo

10. Provoque com o andar ou pela forma como mexe nos cabelos

Texto: Filomena Nascimento