Não há nenhuma fórmula exata nem ninguém lhe vai dar a certeza que se seguir estas regras o seu relacionamento vai durar a vida toda, mas são ingredientes fundamentais num relacionamento, para que este seja saudável e consistente. Leia quais são...

Comunicação
Lá estão eles a bater na mesma tecla, pensa você... mas, lamentavelmente continua a ser um handicap, uma falha considerável em muitos dos relacionamentos. Não tem a ver com falar muito ou pouco, mas sim falar sobre o que vai na alma, expressar-se, e dar ao outro feedback acerca de sentimentos, objetivos, inquietações, etc... E, no caso de uma discussão façam um favor a vocês mesmos: afastem-se um do outro, acalmem-se e estejam de novo só quando sentirem que estão aptos para falar (e não para gritar), mesmo que seja no dia seguinte. No calor do momento dizem-se muitas coisas – por vezes nem são sentidas, mas são usadas somente para magoar – que não era suposto e o problema pode ser que o parceiro não as consiga esquecer.

Escutar
Não basta falar acerca de si e achar que é assim que se faz a comunicação. Escutar significa que o seu parceiro vai perceber que se preocupa e tem interesse por ele, mesmo que seja a falar de algo que não gosta. Saber escutar irá fazer com que comuniquem melhor, criarão laços e a cumplicidade tomará conta.

Compreensão e tolerância
Versões há muitas! Tente colocar-se e perceber o lado do parceiro e não faça julgamentos prematuros. É certo que têm afinidade, que são um casal e que têm muita coisa em comum, mas não é suposto pensar ou agir de igual forma. Não obstante lembre-se que, se também gosta dos seus momentos de independência e liberdade, não limite os do parceiro. Se a atitude e comportamento do parceiro lhe parecem corretos, na medida em que não lhe causam danos físicos nem emocionais, deve ser tolerante.

Cortar o 'cordão umbilical'
É claro que deverão ter objetivos e gostos comuns, até porque só assim existirá uma união, mas nunca se devem esquecer que mesmo sendo um casal, têm vidas próprias e continuam a ser pessoas individuais com caraterísticas e personalidades próprias. Nenhum deve ser a sombra do outro ou ser completamente dependente do outro.

Vida social
Ao início é normal que só tenham olhos um para o outro, mas deverão ter em consideração que para um relacionamento saudável vocês devem ter amigos/ família comuns para se divertirem sozinhos e enquanto casal. Ou seja, é fundamental que saibam divertir-se com os outros enquanto casal, tal como se divertem sozinhos com o grupo de amigos.

Confiança
Não é necessário ser cego, mas se não tem no que se basear, não invente histórias na sua cabeça. Se começa com desconfianças infundadas, inseguranças e atitudes inconsistentes vai criar um ambiente onde a convivência começa a ser difícil. O parceiro pode deixar de lhe dizer determinadas coisas porque sabe que vai fazer uma tempestade num copo de água, vai acabar por renunciar a algumas coisas para não haver chatices, entre outros, o que vai acabar por desgastar a relação.

Dar e receber
Não sejam daqueles casais onde se nota claramente quem ama e quem é o amado. E nem caiam no erro do 'tomar como garantido', pois isso é meio caminho andado para alguém terminar um relacionamento. A conquista tem de ser “diária”. Querem ser elogiados? Elogiem! Querem afetos? Deem! Cuidem do carinho e amor que têm um pelo outro. O amor é como a fome... tem de se alimentado!

Sexo
O sexo é como o amor e como a fome... alimente-o! Não deixem que vire rotina, nem deixem que os filhos, o stress do dia a dia, etc... façam estragos neste campo. Não tem de ser diferente todos os dias, mas tem de ser estimado e aproveitado para que a chama não se apague.