As pessoas que recorrerem a aplicações móveis de encontros amorosos não têm mais sexo casual do que as que não as utilizam. A garantia é dado por um novo estudo, levado a cabo por investigadores de uma universidade norueguesa, que acaba de ser divulgado. Depois de inquirirem 641 alunos com idades entre os 19 e os 29 anos, chegaram a essa conclusão. "Foi a surpresa mais óbvia [nesta investigação]", assume Leif Kennair.

"Não há qualquer efeito [dessa utilização] no número de parceiros sexuais casuais", afiança ainda o docente do departamento de psicologia da Norwegian University of Science and Technology (NTNU) em declarações à revista online Bustle. Para além de não fazerem mais sexo por recorrerem à tecnologia para conhecer pessoas, os cientistas descobriram ainda que a maioria dos jovens hoje prefere relacionamentos mais curtos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.