Siemens promove estudo sobre detecção precoce do cancro da mama

Em Portugal os resultados serão apresentados em Maio

A Siemens divulga resultados de inquéritos realizados a 4000 mulheres de oito países diferentes, com idades compreendidas entre os 25 e 65 anos. Perceber quais as experiências das mulheres relativamente aos exames de rastreio do cancro da mama, o seu conhecimento geral sobre a detecção precoce da doença e a fiabilidade das fontes de informação foram os principais focos deste estudo.

O projecto vai agora ser alargado a Portugal, e os resultados nacionais serão divulgados em Maio de 2011.

O cancro da mama é o que tem maior taxa de incidência em Portugal sendo um tema sensível na sociedade Portuguesa. Cerca de 90 % dos cancros da mama são curáveis, se forem detectados a tempo e tratados correctamente. ” Estima-se que uma em cada 11 mulheres em Portugal irá ter cancro da mama ao longo da sua vida. Apesar deste elevado número, existe um défice de conhecimento sobre a doença e, principalmente, sobre os meios de detecção disponíveis", refere João Seabra, director-geral do sector Healthcare da Siemens em Portugal.

"O objectivo deste estudo passa por aumentar a sensibilização e conhecimento desta doença, para que as mulheres saibam como proceder da forma mais adequada para a sua detecção precoce", conclui.

A Siemens irá desenvolver este mesmo projecto de investigação em Portugal procurando aferir, junto de uma amostra representativa das mulheres portuguesas, o conhecimento geral que estas têm sobre a doença e os exames disponíveis, bem como identificar as suas fontes de informação. Para além disso, a empresa vai determinar, junto de médicos, quais as necessidades de informação complementar que estes têm e discutir os resultados do estudo feito às mulheres.

15 de Março de 2011

artigo do parceiro: Nilza Rodrigues

Comentários