Roubo milionário de joias em Cannes torna-se no segundo maior de França

O assalto ocorreu este domingo no Hotel Carlton, em Cannes. Um homem, armado, roubou joias no valor de 40 milhões de euros, o que faz deste o segundo maior assalto que ocorreu em França.

O ladrão, armado e com o rosto coberto, roubou relógios incrustados com diamantes que estavam expostos numa mostra organizada pela joalharia Leviev no luxuoso hotel de Cannes.

A exposição "Diamantes Extraordinários" decorria no hotel Carlton desde 20 de julho e era guardada por agentes de segurança contratados pela própria joalharia.

Até agora, o maior roubo de joias registado em França havia ocorrido em 2008 na joalharia Harry Winston, na avenida Motaigne, em Paris. O valor do furto rondou os 80 milhões de euros.

Trata-se ainda do terceiro assalto de jóias em Cannes em dois meses. Em maio, na última edição do festival de Cannes, um assalto aos cofres do hotel Novotel rendeu aos ladrões jóias da marca Chopard no valor de cerca de 1 milhão de euros.

No entanto, o maior roubo de que há registo teve lugar na Bélgica, na cidade de Antuérpia a 14 de fevereiro de 2003: cem milhões de dólares.

A direção do Hotel Carlton, contactada por telefone pela AFP, não quis fazer qualquer comentário. A investigação está a cargo da polícia judiciária de Nice.

Comentários