Cirurgia estética em animais já movimenta 60 milhões de euros por ano

Alguns donos pedem-na por questões de saúde mas muitos têm motivações fúteis. Saiba mais sobre esta (nova) moda que tem vindo a ganhar adeptos mas também tem muitos opositores.

É uma tendência que tem vindo a aumentar nos últimos anos. Em Portugal, ainda não é significativa mas, lá fora, as queixas, as reclamações e os protestos das associações de defesa dos animais são proporcionais à procura, crescente. A socialite norte-americana Paris Hilton é apenas uma das celebridades que costuma surgir em público com os seus animais de estimação adornados com joias, roupas e acessórios luxuosos.

Há, no entanto, quem não se contente apenas com complementos exóticos. Nos últimos anos, sobretudo nos EUA, no Brasil e na Rússia, aumentou consideravelmente o número de pessoas que sujeitaram as suas mascotes a tatuagens, aplicação de brincos, argolas no nariz e piercings e ainda a procedimentos cirúrgicos invasivos para melhorar a sua aparência. Um negócio que movimenta 60 milhões de euros por ano.

Há quem faça implantes de testículos em cães e gatos e quem lhes mande modificar o aspeto do nariz ou das orelhas. Os liftings aos olhos também surgem na lista de cirurgias estéticas mais procuradas. Um estudo da seguradora inglesa Petplan revelou que, só entre 2007 e 2010, a procura deste tipo de serviços cresceu 25%, gerando, na altura, negócios que rondavam os dois milhões de euros. A diferença é abismal.

Os russos que queriam o cão igual ao do filme

Na internet, não faltam, no entanto, fóruns que condenam este tipo de práticas. Apesar de serem controversas, muitos veterinários consideram algumas delas necessárias para a saúde e o bem-estar dos animais, sobretudo nos casos em que lhes previnem ou tratam problemas de saúde. Outros apontam, contudo, alternativas que devem ser privilegiadas para os proteger dos excessos de alguns donos.

A lista de procedimentos cirúrgicos mais chocante e surpreendente inclui a substituição de olhos de animais feridos em acidentes ou com problemas de lacrimejo ocular por olhos de vidro (terminator eye), a implantação de facetas dentárias em cães, o branqueamento dos pelos do focinho e rinoplastias e liftings em cães e cavalos. Um casal russo foi notícia por querer baixar as orelhas do seu jack russell em 2017.

Queria que ficasse parecido com o cão do filme «A máscara», protagonizado pelo ator Jim Carey. Existem mesmo online vários simuladores de cirurgia estética em animais. Um dos mais famosos é o Plastic Surgery Simulator, disponível em www.plastic-surgery-simulator.com e em aplicação móvel, que permitem visualizar previamente o resultado de algumas das transformações pretendidas.

Veja na página seguinte: Os procedimentos estéticos mais requisitados

Comentários