Arábia Saudita: mulheres já podem andar de bicicleta e mota

Autorização é só para entretenimento e em áreas restritas

As mulheres da Arábia Saudita ganharam mais um direito, ainda que sob algumas condições. Segundo um jornal local, elas já podem andar de bicicleta e de moto desde que estejam acompanhadas de um homem da família e vestidas de forma respeitável, com o traje islâmico completo, cobertas da cabeça aos pés.

O uso de bicicletas pelas mulheres apenas vai ser permitido em parques e áreas recreativas, excluindo o seu uso como normal meio de transporte. Devem ainda ser evitados locais onde homens se reúnam, para fugir ao assédio.

Para assinalar a decisão da polícia religiosa da Arábia Saudita, algumas páginas do facebook como a “Saudi Women To Drive” ou a “The uprising of women in the Arab" publicaram uma imagem que mostra uma mulher a levar um homem na bicicleta.

A Arábia Saudita é um dos países que apresenta mais discrepâncias em matéria de igualdade de sexos. No entanto, já têm sido feitos pequenos avanços como a recém-aprovada autorização para criação de clubes desportivos femininos, num país que é contra a prática desportiva das mulheres.

Mas as restrições para o sexo feminino continuam a ser mais que muitas. As mulheres têm um responsável ou guardião, que pode ser o irmão, o pai ou o marido, do qual dependem da autorização para casar, ou obter divórcio, para viajar, estudar, trabalhar, ou mesmo para abrir uma conta bancária. Também não lhes é permitido sair à rua sem estarem acompanhadas pelo marido ou por um familiar, estão proibidas de conduzir e tem acesso condicionado a certos espaços públicos.

3 de abril de 2013

Comentários