Agricultura social ainda com pouca expressão em Portugal

Curso que pretende contrariar a situação arranca em outubro em Coimbra

A Agrobio, Associação Portuguesa de Agricultura Biológica, está a organizar um curso de agricultura social, o primeiro do género a acontecer em território nacional.

«Será pela primeira vez ministrado em Portugal, para além do curso-piloto desenvolvido no âmbito do projeto internacional MAIE em novembro do ano passado», refere a organização em comunicado.

A agricultura social implica a integração de diferentes saberes no âmbito de uma exploração agrícola com o objetivo social, terapêutico e/ou pedagógico dos envolvidos. Uma lacuna num país com um passado assumidamente agrícola. «Em Portugal, a agricultura social está ainda num estado inicial mas, noutros países da Europa, a agricultura biológica e a agricultura social estão muitas vezes de mãos dadas», sublinha a Agrobio. A primeira edição do curso Introdução à Agricultura Social arranca na Escola Superior Agrária de Coimbra no dia 9 de outubro de 2014, prolongando-se nos dias 10 e 11.

«O curso é dirigido a agricultores, profissionais de ação social e outras pessoas com perspetivas de aplicação dos conhecimentos adquiridos no âmbito da sua atividade profissional», informa ainda a associação. As inscrições são aceites por ordem de chegada da ficha de inscrição disponível online, após o respetivo pagamento, que pode ser feito para o NIB 0045 9060 4018 0519 6784 5. O preço varia entre os 85 € e os 95 € para os associados e os 120 € para não associados.

artigo do parceiro:

Comentários