A equação do amor

Como ver o amor de diferentes perspetivas

- Achas mesmo?-

- Não acho, tenho a certeza!-

- Então anda tudo enganado...-

- Náá, nem todos.-

- Repete lá outra vez.-

- A equação do amor anda a ser aplicada ao contrário: as pessoas sentem-se felizes quando têm o amor de outra pessoa e sentem-se profundamente miseráveis quando essa fonte pára de jorrar ou diminui a sua intensidade...

- E o resto? Explica-me de novo  a equação certa!-

- Se nos amamos profundamente a nós mesmos, é inevitável que os outros nos amem.-

- E como é que nos amamos profundamente a nós mesmos?-

- Já amaste muito alguém? -

- Claro.-

- Quando amaste muito outra pessoa, não te apetecia estar o tempo todo ao seu lado e fazer tudo com ela?-

- Certamente.-

- Amarmo-nos profundamente é isso: querermos fazer tudo e passar o tempo todo connosco. Amar-nos profundamente é viver ligados à nossa essência num momento eterno de pura diversão e prazer.-

- Achas?-

- Tenho a certeza! Por isso não fiques triste se a pessoa que amas não te dá toda a atenção que querias. Que importância tem isso?? Tens-te a ti. A tua presença em ti é sempre a melhor companhia. E se te amares é para sempre!-

Ana Amorim Dias

Biografia

artigo do parceiro: Ana Amorim Dias

Comentários