Seis ideias para poupar no vestido de casamento

Encontre o vestido de noiva dos seus sonhos adequado à sua carteira.

Muitas mulheres sonham com o dia do seu casamento e um dos aspetos a que dão mais importância é o vestido. Branco, com cor, comprido, curto, com ou sem cauda, com ou sem mangas, com ou sem véu. As possibilidades são inúmeras, desde que o vestido corresponda exatamente ao que sonhou.

No entanto, este item pode sair bastante caro e é apenas para ser utilizado num dia. Dos mais exuberantes e requintados aos mais simples e bonitos, os preços dos vestidos de noiva podem oscilar entre os mil e os 5 mil euros, consoante marca, design e qualidade. Se está a planear o dia dos seus sonhos, mas em contenção financeira, leia o texto Dicas para um casamento económico e conheça seis ideias para poupar no vestido dos seus sonhos.

1. Outlet de noivas
Se não está numa de gastar muito dinheiro com o vestido de noiva, mas procura uma peça nova, especial e que lhe encha as medidas, pode optar por um ‘outlet’ de vestidos de noiva. Hoje em dia já existem bastantes em Portugal, inclusivamente, algumas casas famosas têm uma seção onde disponibilizam vestidos mais baratos, apenas terá de procurar um na sua área de residência e desencantar “o” vestido que a vai fazer brilhar, por preços que vão desde os 150 euros até aos 1.000 euros (se pretender algo mais atual). Aqui ficam algumas dicas de lojas onde pode o encontrar: Outlet de noivas, Noivas Outlet, Cupido Atelier, o Maria Noivas, o Noiva Lusa.

2. Mande fazer
Se se apaixonou por um vestido de noiva que viu no catálogo com um preço exorbitante e já não há mais nenhum que a possa convencer, pode optar por ir a uma costureira e pedir-lhe para replicar o vestido, de forma a gastar bem menos com a peça. O acordo com a modista pode variar, pode pedir-lhe para comprar os tecidos e a renda à parte e depois a costureira faz o vestido ou podem já incluir no preço os tecidos utilizados. Caso opte por esta alternativa, antes de escolher faça uma pesquisa pelas costureiras da zona onde habita, para saber que preços praticam. Se não sabe por onde começar a procurar, utilize as Páginas Amarelas para descobrir uma costureira na sua zona.

3. Alugue
Se a ideia de ter o vestido de noiva para mais tarde recordar não a fascina, porque não alugar? Muitas lojas de vestidos de noiva disponibilizam este serviço, mas também pode procurar em lojas especializadas em alugar vestuário de cerimónia. O preço pode variar consoante a marca e o ‘design’, mas poderá gastar entre os 80 e os 300 euros. Comece por procurar na Aluguer Diadema, na Ilon-Fraques, Aluguer de Cerimónia, The Yes Dress ou Dreamdress.

4. Compre em segunda mão
Talvez nunca tenha pensado em comprar um vestido de noiva em segunda mão, já usado por outras noivas, mas se não tiver condições monetárias para comprar um vestido novo esta é uma opção. Talvez possa ficar surpreendida com a qualidade que algumas destas peças têm - tenha em consideração que apenas foram usadas uma vez - e os preços são cativantes. Antes de comprar um vestido de noiva usado, não se esqueça de confirmar se as medidas são as suas. Não se esqueça que se comprar uma peça que tenha de alterar demasiado, o orçamento pode subir. Se possível tente experimentá-lo antes de comprar para verificar que não está danificado. Conte ainda com uma ida à lavandaria para deixar o vestido em perfeitas condições para o dia tão especial. Se vai experimentar esta via, aqui ficam algumas dicas para começar a procurar: Veste-me outra vez, o Nosso Casamento, Sonhos de Renda, Segunda-mão.net ou OLX.

5. Compre em saldos
Não existe propriamente uma época de saldos no que toca aos vestidos de noiva, no entanto, algumas lojas têm estes itens em promoção quando chega ao fim da estação. No entanto, pode aproveitar as épocas de saldos para comprar acessórios para o dia do casamento a bons preços, como por exemplo lingerie, acessórios para cabelo, joias e sapatos.

6. Use o vestido da sua mãe
Quem diz da mãe, diz da avó ou da irmã ou de uma amiga. Utilizar o vestido de alguém que lhe seja bastante querido tem valor sentimental pois é uma homenagem a essa pessoa, além de sair bem mais barato – só não é gratuito porque provavelmente terá de fazer uns ajustes. As modas passam e o modelo poderá já não estar perfeitamente atual, no entanto, o vestido não tem de ser igual ao que a pessoa utilizou há alguns anos atrás. Pode personalizar o vestido ao seu gosto (por exemplo: tirar mangas, alterar decote, transformá-lo em cai-cai, aplicar rendas ou subir a bainha) e adaptá-lo ao corpo.

Leia também os seguintes artigos relacionados com o mesmo tema:
Seis fases da vida que pedem boas finanças
As mulheres e o dinheiro
Contas conjuntas ou separadas?
Como os casais devem gerir o seu dinheiro

Saldo positivo

artigo do parceiro:

Comentários