Já fez todas as compras de Natal? Ainda vai a tempo de poupar dinheiro!

Muitas pessoas deixam tudo para a última da hora, quando a escolha já é pouca e os preços disparam. Saiba como não gastar demasiado na quadra natalícia sem perder a classe!

Faça uma previsão de gastos para o mês. Se ainda não o fez, não perca mais tempo. Inclua, para além dos presentes, as despesas que terá no supermercado, em chamadas telefónicas e artigos decorativos. Ajuste o seus preparativos de Natal ao orçamento que tem disponível. Faça uma lista de tudo o que precisa de comprar dividindo-a em duas colunas. De um lado, coloque os itens prioritários. No outro, inscreva os dispensáveis.

Evite usar material descartável no Natal. Nada melhor do que usar uma toalha, guardanapos e loiça a sério. Verá que, no final, sairá mais barato... e ecológico! Reduza também o uso do cartão de crédito ao mínimo indispensável. Compre apenas o que realmente pode e não se deixe iludir pelo consumismo da época. Aproveite as promoções de última hora nas lojas físicas e nos sites de comércio digital, muito comuns nesta época.

Nesta altura, muitos estabelecimentos comerciais desenvolvem campanhas em que se compram três artigos e se pagam apenas dois. Uma excelente oportunidade de conseguir satisfazer um maior número de familiares, amigos e até colegas, sem fazer derrapar as suas finanças. As promoções dos hipermercados e supermercados com descontos imediatos e descontos em cartão são outra forma de rentabilizar o investimento.

Outra hipótese é inovar a troca de presentes. Sugira dar só às crianças, siga o modelo do amigo secreto em que se oferece apenas um presente a alguém pré-definido ou peça a cada um que traga um presente, reúna-os no saco do Pai Natal que, através de rifas ou jogos de adivinhas, distribuirá por todos. Em voga estão também os calendários de advento de algumas marcas. Pode abri-los e usar os produtos para repartir em jeito de presente natalício.

artigo do parceiro:

Comentários